Estatuto feliz

Uma questão acerca dos direitos dos homens em relação à gravidez.

2020.09.15 16:21 felthiedmtg Uma questão acerca dos direitos dos homens em relação à gravidez.

Edit: adicionar aqui alguns pontos antes do post principal leitura opcional mas recomendada:
Ponto 1: li nos comentarios que alguem pensou que se tratava de um post de validação por parte da minha pessoa, não tenho que justificar nada, não ha nem uma menção a que eu engravidei uma moça e quero fugir a responsabilidades, de qualquer forma, não é o caso, foi um post criado como forma de saciar curiosidade pois era totalmente leigo acerca de opinião publica e leis sobre o assunto.
Ponto 2: há casos e casos, por exemplo: Casal 1 está numa relaçao ha 4 anos, preservativo rebenta, wtv, o gajo ou nao diz nada ou seguem os dois a sua vida em feliz ignorancia ate que se apercebem que algo esta errado e o menino decide saltar borda fora sem nada discutir e exige o que quer que seja. Casal 2 proporcionado por um encontro no tinder, conhecem-se há 2 meses e a mulher tomou algum medicamento que interfere com a pilula ou o preservativo apresenta uma microrotura que gera uma gravidez indesejada. O meu post visa mais falar acerca do casal 2 que do casal 1.
Ponto 3: eu não sou a favor de aborto forçado a pedido do homem devido a opiniões divergentes.
Post principal:
Desde que a legalização do aborto foi implementada, uma mulher pode escolher terminar uma gravidez indesejada ate às 10 semanas, compreendo perfeitamente que alguém o possa querer fazer quando o filho é indesejado não obstante as circunstâncias da concepção do mesmo.
Mas é preciso dois para dançar o tango, e se eu, que sou homem, engravidasse uma mulher (acidentalmente e nao planeado obviamente), nao quisesse o filho nem as responsabilidades que advém da existência do mesmo? Estaria à mercê da escolha da minha parceira sexual e de todas as consequencias inerentes a ter um filho indesejado ou poderia renunciar ao estatuto de pai se a mulher quiser levar avante a gravidez?
É que nao me faz sentido que uma mulher possa abortar o meu filho por escolha e que eu nao possa renunciar a ele se ela quiser levar avante e tiver sido um acidente mas nao consigo encontrar nada acerca disto.
submitted by felthiedmtg to portugal [link] [comments]


2020.08.13 19:39 andorrainsiders youtubers en Andorra

Durante siglos, la economía tradicional de Andorra se basó en la recolección agrícola de modestas cantidades de tabaco, centeno, trigo, aceitunas, patatas, y en la cría de ovejas y cabras. A mediados del siglo pasado, el país se dotó de un estatuto único basado en la consolidación de sus aspiraciones comerciales: desde entonces un número creciente de tiendas han abierto sus puertas, ofreciendo artículos a precios competitivos, gracias a la mínima incidencia de impuestos (3- 5%). Hoy en día, las plantaciones de tabaco y la ganadería afectan los ingresos estatales en solo un 1,4%.

El resto de los ingresos de este rico país proviene de la industria del turismo de verano e invierno, con las estaciones de esquí más grandes y mejor equipadas del Pirineo, de la banca, que cuenta con políticas fiscales extremadamente generosas. así como una confidencialidad que se ha vuelto proverbial, y desde el privilegio del "puerto libre". La población de este estado, conocido por una infinidad de apodos, entre los que destaca el "Príncipe de las Monedas", puede presumir de tener uno de los niveles de vida más altos de Europa.

Los comerciantes manejan aquí enormes cantidades de bienes e ingresos estratosféricos, tanto que las analogías con los sultanatos árabes se desperdician. Los andorranos no pagan impuestos de ningún tipo, salvo un impuesto insignificante sobre la unidad familiar denominada Foc i Lloc (hogar y lugar). Aquí no se compilan declaraciones de impuestos ni libros de contabilidad. El nivel de formación de los futuros directivos y especialistas está avalado por el gobierno, que subvenciona a los jóvenes andorranos que, tras el bachillerato, deciden continuar sus estudios en universidades extranjeras: regresarán a casa con calificaciones para apoyar el desarrollo general del país.

Una tierra feliz y segura, por lo tanto, elegida como residencia por numerosos VIP internacionales, protegida y mimada por Francia y España y también libre de los riesgos de fenómenos naturales, como terremotos o tifones. Información actualizada aquí youtubers en Andorra
submitted by andorrainsiders to u/andorrainsiders [link] [comments]


2020.05.27 02:26 alforo_ Pitito Pichili cogió su perol

Pedro Luis Angosto 26/05/20
Nacido a las siete de la tarde del día primero de abril de 1949 -diez años de paz- Álvaro Pitito Pichili, tal como consta en el Registro Civil, fue conocido desde su más tierna infancia como Pititito por sus progenitores y amigos. Creció en un ambiente sano y serio. Criado por una niñera filipina con excelentes referencias, sus padres, generalmente la madre, se despedían de él todos los días a las ocho de la tarde después de comprobar que había cenado correctamente y orado como Dios manda. Muy mono al decir de familiares y vecinos, su vida fue programada desde el primer día para que en el futuro pudiese llevar sin menoscabo los apellidos familiares que tanta gloria habían dado a España.
Conocedor de las gestas de aquellos que derrotaron a la hidra masónico-comunista gracias a las enseñanzas de la instructora que le atendió durante los primeros años de vida, pronto supo apreciar la grandeza del Caudillo al contemplar el Valle de los Caídos en aquellas divertidísimas excursiones familiares que terminaban con una opípara merendola en Miraflores o Cercedilla. Alumno un tanto revoltoso del Colegio Calasancio de la calle Porlier, dirigido con eficacia jesuitica por los frailes escolapios, terminó el bachillerato en el Buen Consejo, colegio que los Padres Agustinos tenían por la zona de Reina Victoria y que gozaba de un merecido prestigio. Entre tanto, los veranos alternaban entre la casa de la Sierra y las playas de Alicante y Santander, sin olvidar el mes de campamento en uno de los muchos lugares de recreo y formación física y espiritual de que disponía la Organización Juvenil Española en todo el país.
En casa sólo entraban Ya y ABC, periódicos preñados de magníficos escritores y periodistas que deleitaban con su pluma a los mayores y sirvieron a Pititito para saber lo bien que iba todo en España y lo mal que estaban las cosas fuera de nuestras fronteras. Alguna vez se colaban El Alcázar o Arriba, pero el carácter moderado de su padre no comulgaba demasiado con ellos. Pasó el tiempo, Pititito se hizo mayor y quiso estudiar una carrera de provecho que gustase a su familia. Aconsejado por un pariente catedrático de la Escuela Superior de Ingenieros Navales -única existente en España pese a que Madrid no tiene mar, cosa, por otro lado, insignificante-, Pititito inició los estudios superiores dedicando mucho más tiempo a la tuna que a peritarse en Física y Mecánica. Nada pudo hacer el tito debido a la negativa del chaval, empeñado en llevar una vida licenciosa que, en cierto modo, era bien vista por su progenitor, con cierta admiración. Tiempo tendría de enderezar sus pasos. Y así fue, años después, sin demasiadas ganas, comenzó la carrera de Leyes en la Fundación CEU San Pablo administrada por la Asociación Católica de Propagandistas que tanto debe al padre Ayala y al cardenal Herrera Oria.
Al cabo de unos años, sin demasiado esfuerzo pero sin pausa, Pititito obtuvo la Licenciatura en Derecho y pasó a trabajar en el bufete de unos amigos de la familia especializado en llevar asuntos del Instituto Nacional de Industria, en cuyo consejo de dirección terminaría antes de cumplir los cuarenta años.
Casado con Cuca, una chica del barrio a la que conoció un verano en la Playa del Sardinero, montó casa con doble puerta, una para ellos, otra para el servicio, aunque ya no entraban mujeres procedentes de Filipinas, sino de Santo Domingo o Colombia, siempre con magníficas referencias documentadas por personas de moral irreprochable. Pititito y su familia aceptaron la democracia de mala gana y durante años siguieron acudiendo a las manifestaciones de la Plaza de Oriente con loden, que después sustituirían por el chaleco azul marino o verde pescador que hoy tanto nos gusta. Suscritos al ABC desde su fundación, Pititio la canceló cuando el periódico pasó a pertenecer al grupo Vocento. Creía que era muy moderado y que había traicionado los principios que lo habían consagrado entre los de su clase. Fue entonces cuando, al calor de los nuevos tiempos, decidió entregarse con fruición a la lectura de El Mundo, Libertad Digital y, con el tiempo, OKDiario. Del mismo modo que su familia había adorado a César González Ruano, Luis de Galinsoga y Manuel Aznar, Pititio confió el cuidado de sus entrañas a Pedro J., Jiménez Losantos, Alfonso Rojo y Eduardo Inda, representantes del periodismo más veraz y responsable.
La transformación del INI en el SEPI no tuvo consecuencias para su vida. Continuó trabajando en Hispasat sin que eso le impidiera ser llamado por la Universidad Juan Carlos I para dirigir un Máster propio sobre Nuevas Tecnologías ni asesorar a diversos gobiernos de la Comunidad de Madrid en cuestiones sanitarias y educativas.
La vida iba sobre ruedas, una casa espléndida en Madrid, otra en la sierra, otra en la costa donde asiduamente se reunía toda la familia, una SICAV, los siete hijos estupendamente colocados, operaciones bursátiles a corto gracias a la información de amistades, en fin, no se podía pedir más. Para colmo de felicidad, Cuca, su esposa, de acuerdo con los padres Escolapios, había fundado un rastrillo para ayudar a los más pobres y uno de cada dos domingos hacían entrega a los necesitados de su generosidad rodeada de los aplausos y la admiración de todos.
Sin embargo no hay bien que cien años dure y la elección de Zapatero como Presidente del Gobierno traería consigo un desasosiego no vivido desde el fracaso del golpe de Estado de 1981. Las leyes que reconocieron el matrimonio entre personas del mismo sexo, la que pretendía ayudar a los dependientes pobres, la ampliación de la ley del aborto, la posible subida de impuestos, la modificación de la ley del suelo y la reforma del Estatuto de Cataluña le depararían un nivel de malestar tan extremo que por primera vez en su vida decidió emplearse en el activismo político participando entusiasmado en las protestas contra el Estatuto, los homosexuales, el aborto, los dependientes, los impuestos y cuantas decisiones supusiesen ampliar derechos y poner en cuestión los suyos.
El colmo llegó cuando a principios de marzo de este año comenzó a extenderse una epidemia desconocida a nivel mundial. No importaba nada que el Reino Unido, Francia, Italia, Bélgica, Suecia, Holanda y Estados Unidos estuviesen pasando por una crisis tan aguda como la española, con el mismo dolor, con las mismas carencias, con iguales contradicciones, aciertos y errores, lo único importante ahora era la libertad de España vapuleada otra vez por la hidra social-comunista apoyada desde el exterior por Irán, Venezuela, Cuba y San Marino. Sólo imaginar en la posibilidad de que los daños económicos y sociales ocasionados por la crisis tuviesen que ser sufragados por todos de acuerdo con sus ingresos y patrimonio, le hacía enloquecer. Perdió el sueño, dejó de jugar al golf, incluso de vez en cuando se le vio aparecer por el SEPI, lo que sin duda alarmó a sus vecinos. Fue entonces, y sólo entonces, cuando preguntó a Margarita Eugenia qué era una cacerola. Enterado, salió a la calle con un cucharón y se dedicó a golpearla sin descanso, esperando la llegada del Salvador. Aquello era una fiesta, sobre todo cuando se supo que un comandante de la Guardia Civil había emitido un informe, que contenía muchas opiniones de OK Diario, sobre la incidencia de las manifestaciones del 8 de marzo en la expansión de la pandemia. Comenzó de nuevo a ser feliz. https://www.nuevatribuna.es/opinion/pedro-luis-angosto/pitito-pichili-cogio-perol/20200526174110175344.html
submitted by alforo_ to podemos [link] [comments]


2020.04.25 05:53 readyfortheplague Você só está achando ruim porque vai ficar bom !

E e os bichos resolvessem clamar direitos
além da vida ?
qual o direito ?
e sai pra lá
nunca nem te vi
coincidência ou não
prefiro meu pé de jabuticaba a acerolas
acerolas azedas e sem gosto
azedo é gosto agora ?
eu nunca mais escuto aquela música na mina vida
parece um tanto hostilizada agora
pessoas são loucas
e quem acha que os outros dependem dela
ficam nisso
estátua do estatuto da medusa
que é nome de bicho ! então ?
faz o que te promete
deixa eu ser feliz pelo menos um dia
e pára de viver essa fumaça de queimada
o cigarro pra mim é tudo
eu sou muito mais a consistência da consonância do consensual
do que a censura comutativa
vespa !
é vespa ativa !
submitted by readyfortheplague to u/readyfortheplague [link] [comments]


2020.03.24 16:48 silveringking Eu (não) sei tudo. (Aquele post em que explico que não sou melhor que ninguém.)

No outro dia eu descobri uma música da Giulia Be cujo o nome era "(não) era amor", recomendo a quem quiser ouvir e curtir esse tipo de música. Seja como for inspirado nisso decidi fazer um post onde eu explico que eu (não) sei tudo.
Passo a explicar, durante muitos anos na internet fingi-me ser idiota, as razões são várias, mas a principal é a de que, eu estava farto de toda a gente me cumprimentar pela minha inteligência, não consigo parar dois minutos com alguém sem ouvir a mesma coisa. Já entendi, supostamente sou mais inteligente que a maioria, e depois? Não é como se eu tivesse o poder de adivinhar os números da lotaria. Ao contrário do que muita gente pensa, inteligência não é sinónimo de sucesso ou felicidade, se bem que eu sou moderadamente feliz e tenho algum sucesso, mas a maior parte das pessoas inteligentes sofre com isso. É o mesmo que ser uma rapariga bonita, após ouvir 30 mil vezes que é bonita cansa, comigo é igual.
Agora relativamente à minha suposta atitude altiva, eu no Secundário e até hoje em dia, tenho um apelido "Senhor Carlos", isto porque pareço uma pessoa muito arrogante na primeira impressão, mas pelo que dizem eu sou humilde depois que me dou a conhecer, e só falo altivamente quando eu tenho muito a certeza de algo, do tipo para eu falar algo, tenho de ter propriedade, tenho de ter a certeza absoluta. De resto eu sou simpático e bom falante e não costumo julgar ninguém (ter bias), talvez por isso que na Internet eu fingira ser arrogante e estúpido. Estou tão farto que me elogiem a cultura geral e a inteligência, já não é nem divertido. A minha psicóloga disse me que tenho de agir mais como eu próprio na Internet e deixar de usar máscaras, vamos ver como corre. Infelizmente para mim deixar de usar máscara significa mostrar este lado que eu geralmente não curto mostrar.
Uma última coisa, eu não estou a "gabar me", do tipo "sou tão inteligente que até dói ouvir falar disso", nada disso, simplesmente não acredito que seja melhor que os outros só porque sou inteligente, e depois quando ouço merdas do tipo "o mundo pertence aos mais fortes e aos mais estatutos", apetece me pregar com um taco de basebol nas fuças de certos gajos... Somos todos precisos, ninguém é melhor que ninguém, ok? Poderia ser um mega génio, de que me adianta se eu não sei sobreviver senão em sociedade. O mais perto que eu estive de matar um animal para comer e sobreviver foi quando fui ao talho e paguei por meio quilo de vitela. E quando eu digo ser polimata, que toda a gente leva a mal, mas ok, eu genuinamente não me considero melhor que ninguém, simplesmente tenho memória fotográfica, o que me dá grande capacidade de absorver, é basicamente ter um disco rígido maior que os demais e talvez mais ram. O que eu quero dizer com essa palavra é que consigo debitar muita teoria sobre vários temas. Por favor não me levem a mal, eu não estou a tentar dizer que sou melhor que vocês, eu sei que já me estou a repetir mas tenho que dar enfase a isto. No mais eu posso estar errado e já o estive no passado, muitas e muitas vezes.
Curtia que não houvesse hate neste post, eu estou realmente a tentar mostrar que não me acho melhor que os demais.
Vá, até à próxima, eu continuarei a postar aqui durante a quarentena.
submitted by silveringking to leituradequarentena [link] [comments]


2020.01.17 16:31 Nome_do_utilizador Já alguma vez estiveram prestes a desistir do vosso trabalho e simplesmente não aparecer mais?

Existem vários motivos que nos fazem querer simplesmente não pôr mais os pés no trabalho, sejam eles a função, chefia, colegas de trabalho, promessas não cumpridas, salário,...
No meu caso era a chefia, simplesmente era intragável, fazia-nos a vida negra... O trabalho em si era interessante e o facto de ter atingido o estatuto de Team leader e formador dos novos colegas, reteve-me ali algum tempo.
A forma como esta chefia atacava era conforme o perfil da pessoa, o objetivo era atacar sempre psicologicamente, enchuvalhar publicamente, ao ponto de desmotivar e provar que toda as pessoas são estúpidas com exceção do próprio.
Inicialmente debati-me imenso para mostrar o meu valor á chefia e passado algum tempo, para o bem ou para o mal, talvez por exaustão, comecei a responder ao mesmo nível, algo que realmente ainda hoje não sei se fiz bem. O facto de responder torto e provar sistematicamente que tinha razão gerou uma barreira entre nós e um género de rivalidade pouco saudável. No entanto permitiu deixar me fazer o meu trabalho sem me questionar publicamente.
O ambiente estava de cortar á faca diariamente, sempre á procura de motivos para criticar, coisa que raramente encontrou, por isso começou a criar regras para dramatizar assuntos menores.
Apesar de tudo, a chefia não me despedia, passado algum tempo percebi porquê, o facto de fazer bem o meu trabalho estava a gerar procura interna para o departamento, ficava sempre encarregue de novos projetos, mas nunca iam com o meu nome, mas com o da chefia que nem se dava ao trabalho de ver nem de analisar o resultado final. Não participava nas reuniões sobre o projeto (nem ninguém da equipa), em alguns casos para tirar dúvidas teria que ser sempre pelo intermediário da chefia.
Mais tarde deixou de lhe ser possível fingir que o departamento era só a chefia, isso piorou a nossa relação ainda mais a partir do momento em que descobri que recebia convites para integrar outras equipas e esses convites eram recusados pela chefia em meu nome e sem me informar.
O que me fazia querer simplesmente não aparecer mais era a forma como me tratava e os demais colegas (outros passaram por pior, não me cabe a mim contar as histórias do que outros passaram), mas o facto de ser Team leader e sentir me com a responsabilidade de ajudar os meus colegas deixava me frustrado e desgastado psicológicamente por ver muitas vezes colegas a chorar pelas críticas injustas.
4 colegas desapareceram simplesmente sem dizer nada num espaço de 6 meses, isto numa equipa de 6 pessoas. A chefia dava sempre uma medíocre avaliação aos trabalhadores por forma a justificar estas saídas e não ser questionada pelos RH.
Para mudar de função tive que mudar de empresa, mas por muitas vezes ponderei simplesmente não aparecer mais.
Dos colegas que saíram todos eles foram para trabalhos melhores, onde são devidamente reconhecidos. Isto deixa me muito feliz, apesar do que passaram, conseguiram reter o que importava e aplicar numa outra função.
Para concluir, o ambiente de trabalho é algo fundamental para nos sentirmos bem no nosso dia a dia, estatisticamente passamos mais tempo com os nossos colegas de trabalho do que com a nossa família, por isso ter um bom ambiente é muito importante para nos sentirmos bem.
E vocês têm alguma história que gostavam de partilhar?
submitted by Nome_do_utilizador to portugal [link] [comments]


2019.10.07 18:14 MuchoGuerra Opinião sobre estado actual do Benfica e o futuro.

Boa tarde/dia/noite dependendo de onde estão visto que temos benfiquistas espalhados por todo o mundo que podem ler isto a diferentes horas do dia.
Dei-me cada vez mais a prestar mais atenção a este subreddit visto que, apesar do não estar feliz com o estado actual do Benfica, tenho muitas opiniões e este é o melhor sítio para as partilhar. Vejo aqui benfiquistas de crenças sobre o clube diferentes o que é sempre bom para uma (civilizada) discussão. Antes de começar gostava de avisar e pedir desculpa pelo texto longo mas gostava de falar sobre muitas facetas do clube, concentrando-me mais pelo futebol e direcção mas passando por outros aspectos.
Agradeço desde já a quem disponibilizou o tempo e paciência para ler este testamento.
Direcção: Ora com o início de época abaixo das expectativas, principalmente ao nível da Liga dos Campeões e do futebol apresentado que tem sido muito pobre, isto levou à crítica da abordagem da direcção ao mercado que não é coerente com a comunicação passada cá para fora. Gostava de fazer um resumo de todo o percurso de LFV no Benfica e de expressar a minha opinião sobre esse percurso e sobre a sua política atual.
Quando LFV chegou ao Benfica é factual que o clube estava num buraco muito grande, em termos de infraestruturas, equipa de futebol, financeiramente estava atrás dos rivais e era uma trabalho muito complicado com probabilidade muito grande de correr mal. Mas LFV conseguiu ir levantando o Benfica bocadinho a bocadinho, construiu um estádio novo, construiu o Caixa Futebol Campus que já nos rendeu tanto desportivamente e financeiramente e foi tentando melhorar o estado financeiro do clube. LFV aproveitou o facto de, apesar de o Benfica estar em mau estado, ser o clube com mais adeptos em Portugal e nisso dou muito crédito ao marketing do Benfica que é de uma qualidade enorme. O Kit Sócio foi um home run que aumentou em muito o número de sócios pagantes.
Isto era tudo muito giro mas o CFC não ia render ainda durante alguns anos e o futebol português era dominado à vontade pelo Porto tirando uma época de lotaria em 2004/2005. O Benfica foi ganhando mais poder financeiro o que permitiu trazer jogadores como Aimar e Cardozo e, tal como o Porto, começou a apostar muito no mercado sul-americano, o que levou a muitos flops mas também pérolas como David Luiz e Di Maria.
Mas faltava aquele passo grande que ia juntar estas peças todas num verdadeiro candidato ao título, e esse passo deve ter sido o mais importante de toda a vida de LFV no Benfica, e esse foi contratar Jorge Jesus.
Com Jorge Jesus, mais o upgrade à equipa de scouting e poder financeiro que nos trouxe Javi Garcia, Saviola e Ramires o Benfica era a melhor equipa em Portugal, jogadores como Luisao e Maxi jogaram o seu melhor futebol com Jesus, Di Maria e David Luiz passaram de promessas a certezas e os reforços renderam todos. O Benfica tornou-se num candidato ao título ganhando 3 em 6 anos com JJ, e quase tão importante como isso, tornou-se numa equipa vendedora com fama na Europa por ir buscar jovens e prepará-los para os colossos. Não esquecer duas finais Europeias, uma perdida no fim num jogo onde fomos superiores ao Chelsea e outra tirada pelos árbitros contra o Sevilha. Não esquecer que uma meia final da Liga dos Campeões nos foi tirada também pelos árbitros contra o Chelsea.
No meio disto tudo, Benfica a marca foi crescendo, em todo o lado era mais fácil contratar jogadores que sabiam que aqui tinham uma rampa para a elite do futebol, financeiramente nunca tivemos estão fortes e na Europa éramos conhecidos como uma equipa de 2ª linha que podia dar luta a quase qualquer equipa. Também foi criada a Benfica TV que foi evoluindo muito ao longo do tempo com a transmissão dos jogos do Benfica em casa e até transmissão da Premier League durante algum tempo.
Jesus não é perfeito mas é o melhor treinador do Benfica nos últimos 25/30 anos e não percebo como vejo gente que à primeira menção do seu nome só critica. Apesar de vir de um bicampeonato a visão de JJ para o futebol do Benfica não não era a mesma de LFV por isso foi convidado a sair (de acordo com todas as notícias) contra a sua vontade. LFV queria reduzir custos em jogadores e aproveitar cada vez mais a formação que já tinha visto craques como Bernardo Silva e João Cancelo serem desperdiçados.
Aí entra Rui Vitória e por aqui penso que todos sabem bem a história, começa mal mas acaba a primeira época de maneira muito positiva com o tri-campeonato, lutou com o colosso Bayern pelas meias-finais da Champions e apostou em jovens como Nelson Semedo, Renato Sanches, Ederson e Lindelof (alguns por obrigação) que renderam muito ao Benfica. A partir daí, apesar de outro campeonato, o futebol nunca passou do mediano e agora estamos na era Lage.
LFV tem todo o mérito pelo o que fez pelo Benfica e se saísse hoje do clube era com um legado muito positivo, mas penso que o seu ciclo está a acabar.
O Benfica estagnou, financeiramente parece que entra cada vez mais dinheiro mas a equipa de futebol é cada vez pior e o nome do Benfica na Europa resume-se a boa formação e mais nada. 90% das contratações não são com o intuito de melhorar a equipa (dizer que não importa se o Vinicius for flop porque vendemos pelo mesmo demonstra isso mesmo e LFV admitiu que faz comprar apenas pelo dinheiro) e deixa os treinadores a retirar tudo da formação porque assim não tem de comprar jogadores. Num mercado onde o Benfica faz perto de 200 milhões em vendas e perde um titular o 11 é igual ao da época passada menos o titular que saiu, não há ambição nenhuma em melhorar a equipa porque ele bem sabe que o Porto também não está muito forte logo está sempre perto de ganhar o título. Na Champions é chegar ao grupo para sacar o prémio e mais nada, se a notícia que Lage recebe 1 milhão por ganhar o campeonato mas não tem prémios relacionados com a Champions for verdade então está tudo dito.
Qual é o caminho nos próximos 5 anos? LFV acha que jogadores como Félix aparecem todos os dias? Já esta época vemos que a ordem é forçar a aposta na formação mesmo que os jogadores não estejam prontos ou não sejam bons o suficiente. Não é assim que funciona e até clubes como o Ajax sabem isso. Os treinadores são apenas uma extensão desta ideia e não têm poder nenhum tirando meter o 11 mais forte possível com o que lhes é dado. Não vejo o Benfica passar disto, luta pelo horrível campeonato português, é carne para canhão lá fora e vai vendendo miúdos da formação, no fim deste ano lá vai o Florentino ou Rúben Dias ou até os dois.
Outro ponto que queria tocar é a comunicação, e isso é rápido. LFV há anos que anda a atirar areia para os olhos dos benfiquistas com mentiras atrás de mentiras. Sempre que estamos num mau momento lá vai ele para a TV dar uma entrevista e vomitar os mesmo pontos. "Não temos de vender", "Queremos ganhar lá fora", etc. Os adeptos cada vez comem menos isso.
Em certos pontos o Benfica parece a Coreia do Norte, a Benfica TV, ou mais correto Vieira TV demonstra isso. Temos painéis dedicados a vomitar os mesmos pontos do presidente e ainda criticar os adeptos por criticarem o clube porque não se pode criticar o grande presidente. Quem vê só a Benfica TV acha que está tudo perfeito. Até nos comentários dos jogos dá para ver a força que se faz para não criticar o futebol apresentado, preferindo criticar árbitros por não marcarem uma falta a meio campo.
Quando o episódio da última assembleia acontece e não há consequências está tudo dito.
LFV também secou tudo à sua volta mudando os estatutos sobre quanto tempo pode ser presidente e com esta máquina de propaganda à sua volta mesmo que aparecesse alguém ia ser completamente destruído. Não vejo fim a isto, nas próximas eleições ganha com 80% porque ou não há outros candidatos ou porque os que há foram silenciados. Eu sei que vou estar lá a voltar em branco (se me deixarem).
Resumindo e concluindo, LFV tem um legado positivo até agora mas o seu ciclo acabou e não tem ambição para levar o Benfica mais longe.

Equipa Técnica/Jogadores: Nesta secção vou falar da actualidade do futebol no que respeita ao treinador Bruno Lage e o plantel à sua disposição
Ficou definido antes que tenho a ideia que LFV escolhe treinadores para serem outra extensão da sua voz e que têm muito pouco poder, foi óbvio com RV e penso que é óbvio quando Lage mais que uma vez expressa os seus desejos durante o mercado de transferências e nenhum desejo foi cumprido. Por isso é que JJ saiu, apesar dos seus defeitos tem as suas ideias e convicções para o futebol do Benfica e não estava disposto a mudá-las.
Lage não fez o mesmo, o discurso mudou drasticamente à medida que esta época avança e aproxima-se do muito criticado discurso de RV. Neste jogo com o Zenit parecia que estava a ver uma equipa do RV em campo e RV na conferencia de imprensa a seguir. Aquela pessoa não era Lage mas era mais uma extensão da máquina de propaganda de LFV.
Aqui custa-me um bocado criticar Lage porque ele bem tentou e mostrou mais que uma vez alguns desejos que foram completamente ignorados. Se se tivesse levantado contra LFV se calhar já tinha saído do clube, é assim que anda o regime. Jogadores como Tomás Tavares, David Tarares e Jota estão a ser forçados na equipa A porque não houve vontade da direcção em melhorar essas posições. Ederson e Semedo saíram há 3 épocas e ainda não vieram substitutos a sério, não se foi reforçar o meio campo com suplentes logo andamos com o velho Fejsa, Taarabt adaptado, David Tavares, o caso estranho do Samaris, etc, sai Félix por 120 milhões e Jonas, vem Chiquinho por 4 e Jota adaptado, o único extremo acima da média nesta equipa é o Rafa. Basicamente gastou-se 40 milhões em pontas de lança para continuar a jogar Seferovic.
E aqui começam as criticas a Lage, mesmo com a fraca abordagem do mercado por parte da direcção há material para fazer muito melhor e algumas opções de Lage são muito questionáveis.
Na defesa não há muito a fazer, Odysseas, Almeida, Rúben, Ferro e Grimaldo são os melhores 5 que temos, não há melhor por culpa da direcção. No meio campo estamos a ser castigados pelas lesões, o melhor jogo da equipa esta época foi logo o primeiro e foi o único com Gabriel e Florentino em campo ao mesmo tempo, apesar de não ser o único motivo para o fraco futebol penso que vai melhorar quando Florentino regressar depois da paragem de selecções. Agora a opção de Fejsa e Taarabt não faz sentido. Fejsa perdeu capacidade física e ainda é bom na antecipação mas é demasiado lento e limitado a sair a jogar como se viu contra o Zenit. Taarabt é genial tecnicamente mas é só isso, não é um 8, não pensa como um 8 e não tem os princípios defensivos e posicionais de um 8. Aqui culpa de Lage ao insistir no marroquino e da direcção ao não trazer nenhum substituto a sério para o Gabriel. Culpa também para Lage ao insistir em Fejsa e ao não dar uma chance ao Samaris na posição onde foi mais bem sucedido no Benfica. No ataque a culpa é mais de Lage, todos sabemos do caso Seferovic, estamos todos muito agradecidos pela época passada mas é demasiado limitado para jogar no Benfica, tanto RDT como Vinicius mostraram que são superiores mas o suiço tem sempre prioridade no 11 sem merecer. Nas alas, Rafa anda a jogar lesionado por necessidade, Lage queria Cervi e Zivkovic fora do Benfica o que não aconteceu, contratou-se o Caio Lucas sem critério logo a qualidade não abunda nesta posição. Em relação ao Pizzi, sei que é um tópico muito disputado entre os benfiquistas, na minha opinião é um jogador com excelente visão, qualidade de passe que ataca bem a área mas tanto a jogar a ala como médio é um grande ponto fraco defensivamente porque simplesmente joga sempre a passo e não tem intensidade nenhuma. Isso mostra-se nos jogos de elevada dificuldade onde raramente aparece. Podíamos ter muito melhor em vez do Pizzi.
Mas isto são só opções no 11 inicial, o futebol em si tem sido muito fraco, o Benfica não é pior que o Zenit em termos de qualidade mas eles pareciam o Barcelona, contra o Leipzig em casa só criámos perigo no contra ataque contra uma equipa frágil defensivamente como se tem visto nos últimos jogos. No campeonato nota-se que o jogo interior desapareceu e a equipa resigna-se muito rápido a cruzar, para não falar na péssima transição defensiva (tem sido assim desde o segundo ano de RV). Apesar do mau planeamento do plantel o Benfica tem de jogar melhor.
Mas para mim o imperdoável é eu ver uma equipa na maior competição de clubes do mundo a jogar a passo e sem vontade nenhuma, até podemos perder mas ver uma equipa que parece que está a jogar um jogo treino dá-me nojo. Falem do Conceição e do Porto o que quiserem mas aquela equipa luta muito e por isso é que tem sido muito mais bem sucedida na Champions que nós.
Resumindo, ainda é muito cedo para julgar Lage mas esta primeira época onde teve tempo para implementar as suas ideias não tem sido encorajadora, também temos de ter em conta que a direção não ajuda muito em termos de plantel e lesões, mas certas opções no 11 vão ter de mudar. E se vejo a mesma atitude contra o Lyon que vi contra o Zenit então Lage pode sair já do Benfica.

Mais uma vez peço imensa desculpa pelo texto longo mas tinha muito dentro de mim sobre o Benfica que queria partilhar e este parece-me o melhor espaço. Penso que apesar de na superfície as coisas parecerem positivas não vejo melhoras em relação ao futebol, para não falar da comunicação do clube que está quase ao nível de uma ditadura.
Mais uma vez obrigado por lerem e gostava muito de discutir as vossas opiniões nos comentários, de preferência de maneira civilizada.
Um resto de bom dia a todos e Viva o Benfica.
submitted by MuchoGuerra to benfica [link] [comments]


2019.07.17 00:42 castorflamejante É galera, tudo indica que a OAB está para acabar

E junto com ela, o estatuto dos advogados.
Estou muito feliz, nunca passei nela e agore poderei ganhar bastante dinheiro com a advocacia!
Irei anunciar meus serviços nas redes sociais, vou focar nos adolescentes e gamers.
É tão bom saber que poderei fazer algo com os 5 anos que passei la na faculdade estudando Direito!
submitted by castorflamejante to desabafos [link] [comments]


2019.06.28 16:26 JoaoRambo13 Plantel Benfica 2019/2020 - Ataque ao 38

Plantel Benfica 2019/2020 - Ataque ao 38
Como ainda não existe um lugar em que se possa debater o plantel próxima época, e com o início dos trabalhos a chegar, estou a criar aqui esse espaço, com o intuito de fazer algo um pouco diferente:
  • Mais opinativo e com o intuito de perceber qual a vossa opinião em relação a como deveria ser composto o plantel para a época 19/20
  • Dar a conhecer todos os jogadores que neste momento se encontram nos quadros do Benfica
  • Perceber que posições deveriam ser reforçadas e quais os jogadores que gostariam de ver com o manto sagrado
  • Oferecer a minha opinião pessoal

Vou começar por identificar todos os jogadores disponíveis para se apresentarem na pré-época 19/20:
https://preview.redd.it/b9dcz48xi4731.png?width=1653&format=png&auto=webp&s=2bcda82dae54f055cf704045ae16ed9a1a0456e5
Resumindo, Bruno Lage terá a sua disposição 50 jogadores. Relembro que entretanto o Benfica já confirmou a saída de alguns jogadores e garantiu a presença na fase de grupos da Champions, tendo portanto realizado um encaixe de 135M:
  1. Talisca (Guangzhou Evergrande) - 5.8M emp + 19,2M venda = 25M
  2. Raul Jimenez (Wolverhampton) - 3M emp + 38M venda = 41M
  3. Luka Jovic (Eintrach Frankurt) - 7M venda + 13M fut. transf. = 20M
  4. Dawidowicz (Hellas Verona) - 3M venda
  5. Salvador Agra (Légia Varsóvia) - 0,5M venda
  6. Nélson Semedo (Barcelona) - 5,1M clausula
  7. Entrada directa na fase de grupos da Champions - 42M
Realçar que está eminente a saída de João Félix e de Carrillo para as arábias, o que resultaria num encaixe de mais 135M para os cofres do Benfica.
Em relação a entradas estamos perto de garantir Raul de Tomas por 20M ao Real Madrid, já garantimos Cádiz ao Setúbal e Caio Lucas a custo zero.
Antes de começar a minha reflexão sobre o plantel do Benfica para esta época, e de modo a justificar um pouco a minha visão, fiz a mesma com a premissa que estamos em ano de Europeu e com um treinador que não irá fazer má figura na Europa.

Baliza :
  • Odysseas Vlachodimos chegou este ano e pegou de estaca. Correu-lhe melhor a primeira metade da época que a segunda, muito por causa do futebol medíocre que praticámos e consequente processo defensivo. Sou da opinião que para consumo interno serve, para atacar a Champions não. Foi campeão, é titular da sua selecção e está valorizado. Se surgir uma boa proposta seria interessante aproveitar a oportunidade.
  • Mile Svilar foi a nossa segunda opção mas tarda em demonstrar todo o seu potencial. Penso que a pressão que tem no Benfica neste momento não lhe é favorável, embora não gostasse de o descartar em definitivo. Um empréstimo a uma grande escola de guarda redes como o Rio Ave (por 2 anos dando-lhe estabilidade para se desenvolver) seria ouro sobre azul.
  • Bruno Varela, o patinho feio para os adeptos. Não é mau guarda-redes, mas não serve para o Benfica. Deveria ser emprestado para um campeonato periférico (Grécia, Turquia, Arábias) com uma clausula a rondar os 5M para se correr bem ser facilmente batida. Enquanto escrevia este texto Varela foi emprestado ao Ajax*
  • André Ferreira e Zlobin, dois produtos do Seixal que contam para as inscrições na UEFA. Zlobin tem potencial para ser muito bom guarda-redes e não sei se não lhe faria bem um empréstimo para ser testado. André tem qualidade (e demonstrou-a no ínicio de temporada ao serviço do Aves) mas não para o Benfica. Um dos dois terá de ser o 3º guarda redes para este ano. Se sair Vlachodimos ficariam os dois, na sombra do que chegaria. Depois de este post ter sido publicado, e embora nao vá alterar o plantel final, André Ferreira foi confirmado em definitivo no Santa Clara\*

Apesar de não ser uma posição carenciada de reforços a verdade é que, para um Benfica que almeja algo mais que o campeonato interno, é necessário um improvement. Vlachodimos tem qualidade, mas não está ao nível do Benfica que tem de lutar por um lugar entre as 8 melhores equipas da Europa.
A minha ideia seria Wuilker Fariñez, tem 21 anos e é um dos mais promissores guarda-redes do mundo. O venezuelano tem até a vantagem de jogar num parceiro nosso, o Millonarios. Aquilo que tem demonstrado nesta Copa América, e não só, demonstra que é mais um daqueles casos que não engana - tal como Oblak ou Ederson não o conseguiríamos manter por mais do que 2 anos. Durante esse período para além de contarmos com um excelente guarda-redes, teríamos um miúdo na sua sombra a crescer e outro fora de portas mas a ser acompanhado bem de perto. Outra excelente opção, mas bastante improvável, seria Andriy Lunin guarda-redes do Real Madrid e campeão Mundial sub-20 pela Ucrânia.

Lateral Direito :
  • André Almeida é o meu patinho feio do 11 titular do Benfica. E, de facto, há alguma validade para que o seja. Ainda assim é inegável que André Almeida tem estado a bom nível e tem números que o comprovam. É um jogador com anos de casa, com experiência em momentos de glória e de decepção e perfeitamente integrado com os valores Benfiquistas, que tanta falta faz ao plantel. Hoje, André Almeida é subcapitão da equipa e duvido que alguma equipa fosse capaz de dar pelo 34 um valor monetário que chegasse sequer próximo do valor que o Benfica lhe dá.
  • Ebuehi é uma incógnita. Apesar de ser internacional pela selecção da Nigéria ainda nada mostrou ao serviço do Benfica devido à grave lesão que o fez perder toda a época. Não sei se terá cabimento uma das vagas do plantel ser dele, mas tem na pre-época uma oportunidade para agarrar o lugar e descansar os adeptos em relação à sua qualidade.
  • Pedro Pereira formado no CFC, saiu em 2015 para a Sampdoria e de lá, já com experiência na Serie A, regressou ao Benfica para se impor na equipa principal. Infelizmente, as expectativas saíram defraudadas, visto que mostrou muito pouco para quem tanto prometia. Assim sendo, foi emprestado este ano ao Génova, onde acabou por se impôr como titular. Não sei se é cedo para desistir de Pedro Pereira, mas a verdade é que do que vi dele nada me agradou.
  • Alex Pinto apesar de prometer muito, ainda não deu o salto que se esperava, e já lá vão duas épocas de equipa B. Não tem qualidade suficiente para integrar a primeira equipa, mas, dado que só tem 20 anos, não é altura de desistir já dele. Ficar na equipa B também não faz sentido, dado que há miúdos talentosos para promover. Um empréstimo é o que faria mais sentido. Enquanto escrevia este texto Alex Pinto foi emprestado ao Gil Vicente.\*

LFV já veio afirmar que não vai contratar para as laterais, o que olhando para o quadro em cima e tendo em conta que o treinador é Bruno Lage (tanto jogador que renasceu com ele) não é de todo descabido. No entanto numa equipa como o Sport Lisboa e Benfica, a titularidade sustentada de um jogador como Almeida é o rosto da mediocridade.
Da maneira como o Benfica de Bruno Lage joga precisamos de uma autêntica locomotiva, que tenha uma boa qualidade técnica e que seja agressivo a defender. Como tal deixo aqui três nomes :
  1. Sabaly do Bordeaux e Senegal
  2. Alvas Powell do Cincinnati e Jamaica.
  3. Com o decorrer do Mundial sub-20 houve outro jogador que me chamou à atenção, embora jogasse como ala numa defesa a cinco. Falo de Konoplia, que para além de ser muito forte nas transições (devido à sua velocidade) tem uma grande capacidade de decisão somando 4 assistências.
Enquanto escrevia fomos brindados pela notícia que Daniel Alves não irá permanecer no PSG. Será que é possível invés de gastar 3M num Cádiz (sem querer tirar qualidade ao jogador), investir mais num jogador de créditos firmados como este? Será que um dos melhores laterais direitos da história poderá estar interessado em ingressar num clube como o Benfica ou ainda quererá um clube com ambições de vencer a Champions?

Lateral Esquerdo :
  • Grimaldo é um fora de série. Muitas pessoas não dão valor a Grimaldo por causa de alguns erros defensivos que comete, mas jogar com Grimaldo a lateral esquerdo é como ter lá um médio, tamanha a criatividade e a inteligência do espanhol. Além disso, tem uma técnica acima da média. Se jogasse noutro campeonato, estou certo que seria já internacional espanhol há muito tempo. Grimaldo é um exemplo de boa gestão no Benfica. O jogador chega à equipa principal num grau de maturidade alto mas longe do seu potencial máximo, e, atingido o seu potencial máximo, dá duas ou três épocas ao clube (ou mais). Depois dá o salto deixando os cofres cheios para investir num substituto. A verdade é que, mesmo tendo só 23 anos, já cá está há 3 épocas e meia. É portanto natural que se pense em deixá-lo voar. Não sei se o valenciano abandonará o clube esta época ou não. Se sair, terei muita pena, mas compreenderei, sendo indispensável um reforço digno desse nome. Se ficar, teremos que ficar felizes porque iremos usufruir deste craque mais um ano
  • Yuri Ribeiro e Pedro Amaral são dois jogadores na mesma linha. Yuri Ribeiro fez uma boa época no ano passado, no Rio Ave, e, face à saída de Eliseu, ocupou o seu lugar. Porém, Yuri foi um daqueles jogadores que sentiu o peso da camisola, demonstrando não ter o que é necessário para representar o Benfica. A aposta, em teoria, faz sentido. Yuri, não sendo um craque, parecia ter qualidade suficiente para substituir Grimaldo quando fosse necessário, com o bónus de ser da nossa formação. Só que, na prática, correu mal. Não censuro a escolha, censuro o facto de termos atacado a segunda volta sem arranjar outro jogador para o lugar dele, e censurarei se ele fizer parte do plantel da próxima época.Pedro Amaral é um ano mais novo mas também é ligeiramente inferior. Não é mau jogador, mas também é insuficiente. O erro que foi apostar em Yuri seria repetido se o seu substituto fosse Amaral.
  • Existe ainda na equipa sub-23 Frimpong e Nuno Tavares (muito promissor) e tivemos emprestado Matheus Leal ao Real Massamá. Não acredito que nenhum seja aposta a curto prazo, sendo que os dois miúdos formados no Seixal estão verdes e o brasileiro não conta.

Assim sendo, se Grimaldo não sair, obrigatoriamente, temos de ir ao mercado reforçar a lateral esquerda com um jogador para ser sombra do titular. E logo aqui as afirmações de LFV deixam de fazer sentido. Não sei como é possível termos um Presidente que todos os anos dá tiros nos pés parecendo não querer aproveitar todo o potencial que o Benfica tem, com medo que alguém perceba o quão grande esta instituição realmente é e lhe venha roubar o lugar.
Na minha opinião deveríamos atacar um destes alvos:
  1. Pedro Rebocho tem 24 anos, é também ele made in Seixal e já é há dois anos um dos destaques da Ligue 1. Porém, a sua equipa, o En Avant Guingamp, irá descer de divisão, pelo que o jogador está algo desvalorizado. Não me parece que Rebocho tenha qualidade para assumir inicialmente a titularidade da equipa. Porém, também não encontro um jogador com melhor perfil e com a qualidade dele para assumir o papel de alternativa.
  2. Sergio Reguilón tem 22 anos e foi formado no Real Madrid. O ano passado discutiu a titularidade com Marcelo mas com a chegada de Mendy não parece que vá permanecer no plantel. Anteriormente já nos demos muito bem com este tipo de negócios (Javi, Rodrigo, Grimaldo) e apesar de envolver uma quantia superior à que teríamos de despender em Rebocho poderíamos já aqui ter o substituto de Grimaldo quando o mesmo sair.
  3. Abdelkarim Hassan, tem 25 anos e é titular do Al-Sadd e selecção Qatariana. Já me tinha chamado à atenção na taça Asiática, dando seguimento com exibições de encher o olho na Copa América. Um defesa com um físico impressionante, forte a defender e com qualidade a sair a jogar. Não deverá ser caro e aposto que seria um achado.
  4. Rubén Vinagre, tem 20 anos, é promissor e não tem minutos no Wolves. Está no carrossel do Mendes e podíamos usar esse factor para o trazer. A montra Benfica nunca teve melhor reputação.

Caso Grimaldo saia, aí sim temos que atacar em força por um substituto digno desse nome. Com esse propósito, surgiram na imprensa alguns nomes mais consagrados casos de Alberto Moreno do Liverpool, Mário Rui do Nápoles e Leonardo Koutris do Olympiakos.
Mais uma vez a minha opinião recai sobre o plantel dos blancos, falo de Theo Hernandez. Um jogador que iria envolver um esforço financeiro enorme (avaliado em 20M) e a lutar contra grandes nomes na Europa (parece que está a ser disputado por Leverkusen e Roma) mas que nos permitiria ter um lateral superior a Grimaldo. Além disso é um jogador que não é opção no Real e está desvalorizado, pelo que a menor pressão de jogar frequentemente no Benfica e demonstrar todo o seu valor seria do seu agrado.
Em suma, o Benfica deveria ir ao mercado por um lateral esquerdo, ou dois, dependendo da manutenção de Grimaldo. Se Grimaldo sair, espero que não haja displicência na sua substituição, pois Grimaldo é um dos jogadores mais preponderantes na nossa equipa. Sobre o suplente, confesso que tenho algum receio que a estrutura tenha demasiada fé em Nuno Tavares, pois acredito que ainda não está pronto e pode-se vir queimar um jogador muito talentoso.

Defesa Central :
  • Rúben Dias, o patrão da defesa. Se ainda comete erros de principiante? Comete. Se por vezes demonstra agressividade desmedida? Demonstra. Mas a nossa defesa sem ele sofre muito e atingiu um nível, que apesar de muitos nao o reconhecerem, faz dele indispensável. Para além de nos jogos a doer assumir-se como mais ninguém o faz. Próximo ano temos Europeu e se nao lhe subirmos a cláusula (80M) esta irá ser facilmente batida.
  • Francisco Ferreira, Ferro, foi uma das maiores surpresas da época. Quem o acompanhava, como eu, na equipa B sabia que tínhamos ali um central para os próximos anos. A verdade é que já estava a estagnar na equipa B e em boa altura veio a saída de Lema e Rui Vitória. Ferro trata melhor a bola do que qualquer um dos restantes centrais e, apesar de alguns erros defensivos que ainda comete (normal, dada a falta de experiência), tem tudo para fazer uma carreira de alto nível. Intocável, portanto.
  • Jardel, o nosso capitão. Se para muitos já nao dá mais porque este está velho, eu sou de opinião completamente distinta. O Benfica nao pode perder os pilares do balneário ano após ano, muito menos quando Jardel ficou com uma responsabilidade passada por Luisão. Já vimos que Bruno Lage gosta de rodar a equipa, e Jardel terá muitos minutos nas taças e no campeonato após jornada de Liga dos Campeões. Merece um lugar no plantel da próxima época (assim ele o queira). Porém, é necessário reconhecer que não poderá ter o estatuto de outros tempos, pelo que, no máximo, terá que ser terceira opção para o centro da defesa.
  • Conti, contratado para ser o 3º central, desiludiu. Foram muitos os erros de abordagem, alguns até deram em autogolo, o que é ilustrativo que não estava pronto para vir para a Europa. Tem 24 anos, logo não se pode dizer que é um defesa central velho. Assim sendo, pode ainda ser cedo para desistir dele. No entanto, a sua saída tem que acontecer, por empréstimo e preferencialmente no campeonato português.
  • Emprestados temos dois, ambos argentinos. Lema tem 28 anos e chegou este época a custo zero. Veio classificado como um dos melhores centrais da Liga Argentina, e, para ser sincero, não duvido que tal seja verdade. Sempre que jogou demonstrou a sua qualidade e nao fosse a sua, injusta, expulsão contra o Porto as coisas poderiam ter sido diferentes. O outro argentino é Lisandro Lopez, chegou ao Benfica há 6 anos rotulado como uma grande promessa, mas nunca se impôs totalmente. Embora não seja mau jogador, dado que já tem 29 anos, não me parece sensato considerá-lo para o futuro do Benfica.
  • Lystsov, desde Outubro que está em recuperação depois de uma rotura do ligamento cruzado e ainda não há prazo para regressar. Está com 23 anos e já conta com uma pré-convocatória para a selecção Russa pelo que qualidade nao lhe falta. Tendo em conta que vem de um ano sem praticar, acho que seria preferencial ficar como 4º central/titular na B enquanto recupera forma com o plus de conceder experiência a uma jovem equipa.
  • Kalaica está no ponto para subir à primeira liga. O croata é o capitão da equipa B e, após 3 anos lá, não aprenderá mais. Agora, é preciso alguma reflexão sobre como gerir este rapaz, porque só fará sentido integrar Kalaica na equipa principal se ele tiver minutos. Uma coisa é certa, Kalaica tem de sair da equipa B, até porque há muito talento a precisar de uma vaga.

Esta é possivelmente a posição em que o Benfica está mais bem servido e continuará a estar após a saída dos dois centrais agora titulares. David Zec, Pedro Álvaro, Nóbrega e Gonçalo Loureiro fazem todos parte da geração de 2000 e se continuarem a evoluir como tem acontecido, e com minutos nas pernas, serão opções a médio prazo.
O problema é que dos 8 centrais que referi em cima, no início da próxima época, acredito que poderão ainda cá estar, no máximo, 4 deles.
  1. Rubén Dias e Ferro devem continuar a titulares no Benfica de Lage e, se mantiverem a qualidade, consequentemente na selecção nacional no Europeu 2020. Com isto deverá ser muito difícil manter os dois após o final da próxima época. Muito menos quando temos um vendedor ambulante como Presidente.
  2. Lema e Lisandro já não devem regressar ao plantel, ambos têm interessados na América do Sul e podemos/devemos recuperar o investimento feito em ambos.
  3. Jardel não segue para novo, não tendo capacidades para ser titular neste Benfica.
  4. Conti e Kalaica estão verdes, e mesmo que ambos os empréstimos corram bem não significa que estejam prontos para assumir a titularidade do Benfica, enquanto que Lystsov é uma incógnita.
Tendo em conta este cenário não sei se não será necessário apalavrar já um jogador de créditos firmados para a próxima época. David Luiz poderá ser perfeito, até porque, com a idade que tem, começará a entrar em declínio em breve, sendo que quando começasse a decair, já outros jovens valores estavam mais que prontos para assumir o lugar. Rúben Semedo seria outro nome interessante. Português, Benfiquista e ainda novo. Está completamente desvalorizado em Espanha e querem desfazer-se dele. Seria uma excelente oportunidade pois considero que tem qualidades muito boas para a posição e para aquilo que Lage pretende.

Meio Campo :
  • Começo por Fejsa pois qualquer Benfiquista sempre o respeitará, embora possa ser altura de reconhecer que o ciclo dele pode ter chegado ao fim. Fejsa sempre foi um fantástico trinco, mas nunca teve uma capacidade de construção por aí além. Só que agora é essencial ser pelo menos competente na construção para funcionar no sistema de Lage. Para piorar, fisicamente, Fejsa está muito débil. Foram anos maravilhosos mas, com uma proposta adequada, infelizmente poderá aceitar-se a sua saída.
  • Samaris e Florentino são dois jogadores semelhantes sendo que ambos são competentes na sua função, embora um seja melhor a construir e outro a destruir. Ambos são muito bons nas funções mais defensivas, com algumas diferenças no estilo, dado que Florentino tem uma técnica defensiva impressionante (não me lembro de alguém igual) e Samaris, não sendo tão bom tecnicamente, compensa com agressividade no sentido positivo. Samaris junta ainda uma qualidade de passe e leitura de jogo fora do normal para um jogador naquela posição. Ter os dois à disposição é fantástico, pois permite ao Tino crescer sem tanta pressão com um jogador muito mais batido e que ainda por cima está perfeitamente identificado com o clube. Juntos, não funcionam tão bem. Com Gabriel ao lado, complementam-no perfeitamente.
  • Gabriel foi uma contratação de risco, dado que se investiu 10M€ num jogador relativamente desconhecido. A época até nem começou muito bem, uma vez que o homem era o oposto do que Rui Vitória queria num médio mas, felizmente, com Bruno Lage, acabou por provar o seu valor. Para um sistema com dois homens no meio campo, é imprescindível um jogador como Gabriel: bom na pressão e na recuperação, fantástico na construção. Assim sendo, ainda bem que temos um jogador assim.
  • Gedson Fernandes começou muito bem a época e perdeu um bocadinho com a entrada de Lage. Não é anormal, atenção. Gedson é um box-to-box puro, sendo que ainda pode fazer várias posições no meio campo. Assim sendo, é normal que tivesse algumas dificuldades com este novo sistema pois para Bruno Lage não basta ser competente na posição. Lage é inteligente e saberá o que fazer com o Gedson, e Gedson é muito talentoso (tenho muitas esperanças nele) e certamente agarrará um lugar, seja no meio campo a dois, seja encostado à linha ou atrás do avançado. É um jogador diferente de Samaris, Florentino e Gabriel, e dará muito jeito numa época longa.
  • Krovinovic é um caso estranho. Chegou lesionado do Rio Ave e depois de uma travessia pelo deserto em termos de minutos agarrou o lugar num meio campo a 3 e foi o melhor do Benfica com apenas uns meses de competição, até à lesão. Desde que regressou, está completamente fora de forma. Não sei explicar o que aconteceu mas é preciso agir. Uma hipótese é emprestar-lo e permitir que recupere a forma e a confiança num clube que precise de um craque como o Krovi (parece que este é o caminho pois falasse num empréstimo ao Vitória). Outra hipótese é o próprio Lage conseguir reabilitá-lo na pré-época. Seja como for, ficar mais uma época a estagnar na bancada não pode ser uma opção. Na minha opinião, e tendo em conta que não acredito que Krovino se adapte a este meio campo a dois,o melhor seria um empréstimo para Inglaterra ou Alemanha com uma cláusula alta (25M).
  • Taarabt, o marroquino ganha logo pelo facto de ser versátil, pois tanto poderia ser falado juntamente com os extremos ou juntamente com os avançados. Mas todos conhecemos a história dele. Chegou rotulado de craque problemático, e fez jus à segunda adjectivação. Andamos a pagar um balúrdio e, portanto, ele só tinha que ser profissional, algo que não aconteceu. Tudo mudou esta época. Lage chegou e conseguiu motivar o marroquino, tornando-o uma opção. É impressionante a capacidade que ele tem de romper linhas com um passe. Portanto, sendo ele um jogador tão dotado, e tendo ainda mais um ano de contrato, é de aproveitar. Já que o salário dele será pago de qualquer maneira, não se perde nada em aproveitar o homem desportivamente.
  • Do rol de emprestados, há dois que claramente não têm lugar no Benfica – Chrien e Dálcio. O eslovaco é mau, claramente não valia o milhão que o Benfica pagou por ele e está a mais no Benfica. O segundo foi um negócio que se aceita, na mesma óptica de Nelson Semedo. Foi barato, por isso, se resultasse era fantástico e, não resultando, não é grave.
  • Keaton Parks, David Tavares e Alfa Semedo são jogadores interessantes. Dado o excesso de médios que temos, talvez não dê para os integrar, mas merecem uma hipótese na pré-época. Keaton é um jogador melhor a construir que a defender. Já o Alfa apesar de ser um jogador muito intenso em Janeiro Lage descartou-o. Em ambos há lacunas, acima de tudo defensivas, mas tenho curiosidade para saber como se integrariam no Benfica de Lage. David Tavares é um animal que irá acabar no plantel mas para já está verde. Acredito que o ideal seria um empréstimo para voltarem.
  • O outro emprestado deveria fazer a pré-época. Infelizmente, na sua transição para sénior, apanhou o treinador errado. Tenho receio que, agora que ele já vai com 22 anos acabados de fazer, seja tarde. No entanto, é um pivot super natural, encaixando que nem ginja neste sistema táctico. Com Lage, talvez ainda se faça jogador, por isso, não perdemos nada em integrá-lo. Estou a falar de Pedro Rodrigues, Pêpê.

Havendo tantas e tão variadas opções, eu diria que não é necessário contratar ninguém para o meio campo. Ainda por cima quando, como no caso da posição central da defesa, temos tanto talento à espera no Seixal - Vukotic, Diogo Pinto, Tiago Dantas e David Tavares.
No entanto gostaria de deixar aqui um nome - Willie Clemons, tem 24 anos e é jogador do Bodens BK e internacinal pelas ilhas Bermudas. Não será um investimento de risco e pareceu-me um médio super intenso, muito completo tanto a defender como no transporte e a queimar linhas.

Meio Campo ofensivo :
  • Rafa, foi possivelmente o melhor jogador do Benfica nesta temporada. Com Rui Vitória nunca conseguiu mostrar toda a sua qualidade (pecando muito na finalização), mas agora, com Lage, está a um nível estratosférico. O melhor de tudo é que, depois da eminente renovação, parece que iremos ter jogador para as próximas temporadas.
  • Pizzi, é um extremo diferente, mais criativo que desequilibrador, e sem o achar um fora de série acaba por ser fulcral neste 4-4-2 que nos últimos 4 anos nos fez festejar por 3 vezes. No plantel, não há outro como ele, daí o seu estatuto e importância para a equipa.
  • Caio Lucas é outro que quase garantidamente fará parte do plantel, pois é um reforço que foi garantido em Janeiro. Conheço muito pouco sobre ele, mas dizem que é um desequilibrador puro. Como cartão de visita, traz número muito interessantes esta temporada: 5 golos e 11 assistências em 2100 minutos (cerca de 23 jogos).
  • Cervi. Prometeu muito quando chegou ao Benfica mas a realidade é que foi dos jogadores que mais sofreu com a era Rui Vitória (ainda por cima na fase mais importante da sua evolução), isto porque pensou que a sua função era ser competente a defender e dar intensidade ao jogo. Agora que é preciso ter maturidade táctica, Cervi não a tem. Assim sendo, com tanto talento na posição, não sei bem o que vai acontecer. A verdade é que se JJ fosse o treinador a posição de Defesa Esquerdo ficaria fechada com a adaptação de Cervi. Com Lage não sei se isso acontecerá, mas que era o ideal, era!
  • Sobre Salvio é difícil, sempre sobreviveu da capacidade de explosão para desequilibrar. Nos tempos áureos, era uma verdadeira máquina, sendo que, não obstante a sua falta de inteligência futebolística, conseguia causar estragos em qualquer defesa. Para melhorar, sempre foi também um extremo com muito golo. Só que esses tempos parecem ter acabado. As lesões sucessivas tiraram-lhe a grande virtude e agora Salvio é um jogador banal. Para piorar, não encaixa no sistema de Lage. É um dos mais bem pagos do plantel e o seu rendimento não condiz, de todo, com o seu salário. Havendo tanta qualidade nas alas e tanta diversidade, talvez seja altura de Benfica e Salvio seguirem rumos diferentes. O problema é que Salvio já é um dos pilares do balneário, com mais tempo de casa e parece viver o Benfica como nós. E num balneário cheio de miúdos são necessárias referências que possam transmitir a mística.
  • Jota e Willock estão numa fase semelhante da evolução. Ambos são Reis na equipa B, ambos desesperam por uma oportunidade na equipa A. Jota já teve algumas oportunidades, mas muito esporadicamente. Willock ainda nem isso. Penso que estejam ainda ambos verdes para o patamar Benfica pelo que um empréstimo com V de volta poderia ser importante na sua evolução. No entanto, e tendo o Benfica tanto talento nesta posição, emprestar Willock no Championship, embora com uma clausula de compra alta, poderia ser muito interessante.
  • Zivkovic é uma das grandes decepções do ano. Com Rui Vitória, oscilou sempre entre a bancada e a titularidade nao existindo qualquer tipo de equilíbrio. Agora, com Lage, eu estava convencido que Zivkovic iria finalmente explodir. Falso. Por isso, dado que começa a ficar caro ficar com Zivkovic, era uma boa altura para o sérvio sair. Provavelmente, iremos ter uma reedição do caso Jovic (por isso, se o emprestarem, cuidado com as cláusulas que lhe metem), mas manter Zivkovic não é saudável nem para o Benfica nem para o jogador.
  • André Carrillo é um craque. Os Benfiquistas não o valorizam porque as expectativas eram altas (afinal de contas, era a estrela do rival) e Rui Vitória pouco contou com ele, mas a verdade é que Carrillo é um craque. É um extremo diferente de todos os que temos, mais cerebral mas ao mesmo tempo desequilibrador, e por ser tão diferente, Rui Vitória não sabia o que fazer com ele. Aposto que Lage sabe, mas dado que ele está relativamente valorizado também aposto que nao regressará das Arábias.
  • Benitez é jogador do carrossel. Foi um negócio, onde para se renovar com um tinha de vir outro, danoso para o clube. Seja como for, o que vi do mesmo na pre-época até nem pareceu mau. Um jogador mais ao estilo de Pizzi que dos outros. Mas a verdade é que por onde tem passado não tem rendido, e nao acredito que vá ser agora. Para sair.
  • Diogo Gonçalves, na formação era um extremo desequilibrador que sempre teve muito golo. Foi por isso que ganhou a chance de fazer parte da equipa principal na época passada. Infelizmente, não resultou, e foi emprestado não tendo corrido bem a experiência em Inglaterra. Enquanto escrevia esta analise soube que vai ser emprestado ao Famalicão, e não podia estar mais de acordo.\*

Resumidamente, não chega não trazer ninguém para as alas ofensivas. É preciso cortar alguns jogadores, para abrir vagas para miúdos que desesperam por oportunidades, e para libertar orçamento para posições que realmente precisam de ser reforçadas.
No entanto, mais uma vez, gostaria de deixar aqui um nome - Carlos Antuna de 21 anos, jogador do Manchester City, Mexicano. É um jogador muito semelhante ao antigo Salvio - destro a jogar como ala direito, capacidade de explosão e velocidade felina. Ainda por cima tem um faro de golo impressionante, a quantidade de vezes que aparece em zonas de finalização após se ter desmarcado da marcação é surreal para um extremo. E tem-no comprovado agora na Gold Cup onde já leva 4 golos e 2 assistências em apenas 3 jogos. Vai ser uma estrela

Frente de Ataque :
  • Seferovic, tem muita capacidade de trabalho e de sofrimento e tem uma mentalidade competitiva enorme. Além disso, é um excelente jogador de equipa, sendo muito inteligente em campo e ideal para o estilo de Bruno Lage. Infelizmente, falha num dos aspectos mais importantes de um avançado: a finalização. É exasperante a quantidade de golos que o suiço falha. Não se exige que marque um golo a cada oportunidade, mas às vezes Seferovic precisa de 3 ou 4 bolas claríssimas de golo para meter um, e isso, no futuro, pode custar títulos. Assim, sou da opinião que aparecendo algum clube dê por Seferovic um valor superior ao seu real seria de aproveitar.
  • Jonas, o mago brasileiro está envelhecido e muito débil fisicamente, mas a verdade é que é o maior responsável por o Benfica se ter aguentado durante a era de Rui Vitória. Acabou a época com uma média muito próxima de um golo por 90 minutos. Acho que a decisão de acabar a carreira ou não, só ele a deve tomar, mas acho que Jonas ainda pode ser muito útil, até porque já se viu que Jonas funciona não só como 9 mas também como construtor.
  • Cristian Arango foi mais um daqueles reforços que devia deixar os adeptos revoltados. Para quem não se lembra, chegou no ano passado, e, numa época em que precisávamos de reforçar imensos setores, foi o nosso reforço mais caro. Expectavelmente não tem qualidade para representar o Sport Lisboa e Benfica. Por isso é altura de deixar de gastar vagas de empréstimo em Portugal com ele. Alan Júnior é outro reforço para o carrossel que nunca deveria ter vestido o manto sagrado, estão ambos a mais no Sport Lisboa e Benfica.
  • Heriberto Tavares, extremo de origem tornou-se um avançado móvel que nos sub-21 resultou muito bem, sendo que poderia funcionar com Bruno Lage. Tenho ideia que poderá ser uma alternativa viável a Seferovic embora tenha a mesma incapacidade a finalizar que o Suíço, mas acho que merecia pelo menos fazer a pré-época.
  • Facundo Ferreyra, foi emprestado por ano e meio mas parece que o Espanhol não tem interesse em mantê-lo. Gostaria que Lage lhe concedesse a oportunidade de fazer a pre-época, embora tenha noção que foi Lage quem o dispensou em Janeiro.
  • Jhonder Cádiz, contratado ao Vitória de Setúbal depois de boa época em Portugal. Até posso estar enganado, mas não me parece jogador para o Benfica. Aliás, após as palavras do Presidente parece ser mais um para o carrossel.

Na frente, temos de ir ao mercado obrigatoriamente. Mas têm de ser reforços a sério. Um deles tem de ser um titularíssimo, outro um miúdo com enorme potencial. Na formação temos uma preocupação semelhante pois os miúdos dos planteis B, sub-23 e júniores não parecem ter potencial para um dia figurarem no plantel principal do Benfica.
Raul de Tomas parece estar perto de assinar, e Cádiz já assinou. Com a saída de Félix ficamos órfãos do nosso prodígio, e sabendo que não é possível arranjar um substituto nem por sombras semelhante, temos de repescar Chiquinho. Seria um reforço fantástico, pois poderia jogar no meio ou ainda poderia fazer de Pizzi. Já conhece a casa e foi o melhor jogador do campeonato extra-grandes.

Plantel final
(O post estava muito grande, portanto continua no comentário! Sorry!)
submitted by JoaoRambo13 to benfica [link] [comments]


2019.05.27 13:50 GajoDeRamalde ENTREVISTA A SÉRGIO CARVALHO!

ENTREVISTA A SÉRGIO CARVALHO!
P - Que balanço faz destas duas épocas no comando técnico do Boavista ?
R - Foram duas épocas de sucesso, de vitórias ( muitas delas fora de quadra), de crescimento e de muitos momentos de árduo trabalho compensado com resultados de excepção que tiveram tanto de gratificantes como de exigentes e muito desgastantes. Talvez pela forma como encaro todos os desafios da minha vida , com muita seriedade e empenho, isso me tenha trazido um desgaste tremendo mas que me deixam memórias que nunca hei-de esquecer. Do Distrital que vencemos a cinco jornandas do fim e que recolocou o Boavista nos Nacionais, à luta pela subida à primeira divisão em menos de duas épocas, creio que é assinalável mesmo sem os meios, o orçamento e as condições dos grandes candidatos.
Portanto, o balanço só pode ser positivo e só tenho pena de não poder continuar a trabalhar neste projecto a este ritmo de crescimento para chegar com naturalidade à Liga Sport Zone, objectivo que acho fazível desde que devidamente estruturado.
Alíás, este ano, ao contrário da ambição – que compreendo – de muitos adeptos, e da nossa própria vontade em fazer a cada jogo mais e melhor, o objectivo REAL era manter nesta divisão para criar condições sólidas e mais consistentes para de seguida atacar verdadeiramente a subida e não como mera consequência de um campeonato muito acima das expectativas, que foi exactamente aquilo que fizemos.
P - Quais as diferenças encontradas entre a Divisão de Elite da AFP e o Campeonato Nacvional da 2ª Divisão?
R - Tenho de dividir a minha resposta em três partes, pois apesar de serem evidentes as grandes diferenças que encontramos, não deixamos de verificar algumas situações que me desagradaram . Defrontamos uma ou outra equipas que na minha modesta opinião não têm lugar nesta divisão. Na Divisão de Elite da AF Porto existem alguns – poucos - clubes com equipas mais competentes. Depois existem aqueles que acharam que o orçamento e o nome ou estatuto seriam suficientes. Sempre foi do meu entendimento que a isso têm de se juntar competências ! E por isso vi falharem redondamente projectos com grandes ambições que ainda se acharam no direito de “menorizar” alguma da sua “inesperada” concorrência.
Mas por outro lado, convivemos com adversários com projectos, plantéis, treinadores e estrutras muito competentes e que merecem destaque. Na série que vencemos - “C”, foi um prazer jogar contra diversas equipas e privar com gente de grande qualidade e com excelentes projectos e grupos de trabalho, que tenho a certeza que continuarão a fazer coisas muito interessantes na modalidade. Não quero particularizar por razões óbvias, mas há gente jovem no futsal com um talento e um potencial imenso que poderiam, inclusive ter ido mais além esta época e depois existem figuras incontornáveis da modalidade que são autênticos “professores” que muito admiro e que mesmo não conseguindo o apuramento para a fase final foram fantásticos adversários que nos obrigaram a trabalhar muito , a sermos mais competentes e nos ajudaram a crescer e quem sabe a fazer o campeonato que fizemos. Assim como na fase final, seríamos teoricamente e para a quase totalidade das equipas o parente “pobre”, mas acabamos no terceiro lugar surpreendendo toda a gente. Também aí , admito, treinadores, plantéis e clubes com muita qualidade e condições de toda a ordem ( muito acima das nossas ) com quem seguramente aprendemos muito também.
P - Depois de dois anos de grande sucesso, o que motiva esta inesperada saída do cargo de treinador ?
R - Foram dois anos muitíssimo desgastantes. Recordo que fui convidado no pior ano de sempre do Futsal do Boavista. Ainda assim aceitei . E aceitei por isso mesmo. Ser treinador no distrital – com o devido respeito por todos os treinadores e equipas – não estava nos meus planos, assim como não estava regressar ao futsal. Tinha acabado um ciclo, que gostaria de ter fechado de outra forma no futebol de formação, e precisava de me focar noutras questões quotidianas da minha vida profissional. Mas infelizmente assisti à queda do futsal do meu Boavista nos distritais. Não podia dizer que não. Senti uma mágoa imensa e é nesses momentos que os verdadeiros Boavisteiros têm de lá estar. Porque o clube é nosso. Dado o meu passado na formação, onde ajudei como seccionista, e mais tarde, como treinador, a formar vários atletas de referência na actualidade, e onde fui muito feliz ao conquistar vários titulos. Como sempre nestas ocasiões ninguém gosta de dar a cara , de se oferecer para treinar ou de se aproximar de um grande clube. Olhamos à volta e vemos os de sempre para ajudar. Os Boavisteiros ou os que gostam muito do clube, com competências para tal – acorrer para ajudar a recuperar, a reerguer muitas vezes sem nada. Foi aí que decidi aceitar o convite do Sr. Antonio Morais e do Dr Bruno Sousa, aos quais estou grato por se terem lembrado de mim, do meu trabalho e me deram a honra de treinar o meu clube na categoria sénior.
Porém nem sempre a vida permite a quem não é profissional de um qualquer desporto, a possibilidade de permanecer nos projectos que desenvolve. A minha saída tem apenas a haver com uma incompatibilidade pessoal e profissional gerada há já algum tempo que em consciência não me permitem treinar no próximo ano, assim como já foi demasiadamente exigente esta época. Estaria agarrado a um lugar por vaidade sabendo que não poderia dar o melhor de mim. Como não sou vaidoso e só quero o melhor para o Boavista , com muita pena e mágoa minha tenho de interromper este meu trajecto enquanto treinador. Queria muito levar este ciclo um pouco mais além mas por agora não é de todo possível.
P - Coloca a hipótese de um regresso ?
R - Neste momento ficarei apenas a colaborar no que for eventualmante necessário. Não sabemos o dia de amanhã nem muito menos o que pode acontecer. Porém, atendendo a esta minha decisão , não coloco qualquer cenário para não ser elemento condicionador seja do que for. Quero que o Futsal do Boavista continue a crescer – o mais dificil está feito, ou seja a recuperação da modalidade, o seu reconhecimento e a sua dignidade com base numa equipa ambiciosa e vencedora. O meu desejo é portanto que o próximo treinador seja feliz e consiga desenvolver um trabalho se possivel melhor que o meu, porque o sucesso do Boavista está acima de qualquer ego ou personalidade.
Aproveito esta oportunidade que me concedem para agradecer do fundo do coração aos meus atletas – todos eles ( são os meus campeões e desejo-lhes toda a sorte do mundo no desporto e na vida ).Ninguém é perfeito mas acho que fizemos um excelente trabalho em conjunto e guardo gratas memórias de treinos, jogos e momentos únicos do grupo que ficam no nosso imaginário. Foram duas grandes épocas de dois incriveis grupos de trabalho que “encarnaram” o ADN do Boavista .
Aos meus adjuntos ( Nuno Andrade, João Marques, Augusto Correia, “Alex” Peixoto) o reconhecimento pelas capacidades técnicas, humanas e organizacionais que foram decisivas em muitos e muitos momentos, além da estrutura mental que tiveram para me “aturar” e ao meu diretor desportivo que foi sensivel ao meu apelo e também não virou a cara à luta no momento mais critico ( Filipe “Buffon” ) . Todos foram decisivos. Quanto aos diretores uma palavra de apreço pelo seu trabalho - muito especialmente ao Sr José Batista e Diogo Batista – bem como ao Sr Flórido Melo, Orlando Teixeira e ao Eduardo Vasconcelos. Ao meu “velhinho Ministro”(Sr. Carlos Alberto) - massagista, uma figura do futsal que muito estimo e claro uma nota para duas pessoas. O Sr. António Morais , diretor de um departamento que se vai mantendo vivo e activo muito em função do seu trabalho e das suas escolhas e o Presidente Adjunto – Eng. António Marques – incansável no apoio às modalidades do clube.
Lanço um apelo a toda a modalidade. Ajudem quem possa vir a ser o novo treinador sénior e continuem a desenvolver o vosso trabalho na formação que muito prazer também me deu ver crescer.
Até sempre !
https://preview.redd.it/wzmtahjisq031.jpg?width=1999&format=pjpg&auto=webp&s=938b6a509dd55cee76a12c447c2d20313458ec97
submitted by GajoDeRamalde to BoavistaFC [link] [comments]


2019.02.17 15:48 fidjudisomada Primeira Liga 2018/9, #22: CD Aves vs. SL Benfica

BRUNO LAGE: “DAR SEMPRE UMA BOA RESPOSTA EM CAMPO”

É já na segunda-feira, dia 18 de janeiro, que a equipa de futebol profissional do Sport Lisboa e Benfica regressa às contas da Liga NOS. Pela frente, uma deslocação ao terreno do CD Aves, uma partida da 22.ª jornada da competição, agendada para as 20h15, em Vila das Aves. Bruno Lage, treinador dos encarnados, fez a antevisão a este duelo em conferência de Imprensa.
Depois de um jogo com seis novidades em que foi dada uma boa resposta, vai ter uma boa dor de cabeça?
A dor de cabeça vai no sentido de percebermos o Aves e as suas dinâmicas. Joga com cinco defesas, mas é uma equipa ofensiva. Joga em 5x4x1, atira os laterais em profundidade e em largura, os alas jogam por dentro, tem dois médios que gostam de jogar e três homens na frente que são perigosos. Temos de definir a nossa estratégia. Estamos satisfeitos com todos, todos contam, os jogadores sentem isso e têm de trabalhar.
O João Félix está entre os pré-convocados. Considera esta uma chamada normal à Seleção Nacional?
Sim, em função do trabalho do João [Félix]. Acho que sim, também em função do que tem acontecido na seleção. O míster Fernando Santos tem tido a oportunidade de convocar outros jovens. O João Félix tem enorme potencial. Interessa é falar no que faz dentro de campo, tem os pés bem assentes no chão e encara tudo com muita naturalidade.
Antes, Jardel e Fejsa pareciam ter lugar garantido no onze. Tendo em conta as prestações de Florentino e Ferro esse estatuto acabou?
Não! Estamos a falar do capitão e do Fejsa, e de dois miúdos que cada um fez um jogo. Não faz sentido termos essa abordagem. Vivemos de rendimento e do dia a dia. Não vamos só olhar para os miúdos colocá-los a jogar, e abandonar quem nos deu tanto. Todos contam, estamos a jogar de três em três dias, às vezes há lesões que condicionam e estou muito satisfeito com todos. Temos de escolher a melhor estratégia, ver quem está disponível e ir para jogo sempre com os melhores no sentido de vencer. O melhor para o Florentino e para Ferro, e também para o Jota é sentirem que têm de dar continuidade ao trabalho feito. Fizeram um jogo cada, muito bem conseguido, mas nesta casa há que dar continuidade e ser regular.
Conti, Fejsa, Jardel e Salvio estão disponíveis? Apesar da proximidade de novo jogo com o Galatasaray, a prioridade é o Aves?
Não jogam e o Ebuehi também não. O que interessa é o intervalo entre os jogos e a recuperação de cada um. A seguir ao jogo [com o Nacional] tomámos a decisão que devíamos ter tomado para o Galatasaray; quatro dias de intervalo e tomámos as decisões que devíamos ter tomado para o Aves, e por aí fora. Tomamos as decisões em função da estratégia, da recuperação de cada um, de quem está disponível… É assim que preparamos e abordamos cada jogo.
Cumpriu 10 jogos como treinador da equipa principal do Benfica, com bons resultados. Ainda vê espaço para a equipa evoluir ou pode ser mais fácil para os adversários perceberem como podem travar esta Benfica?
Um pouco as duas coisas. O importante é nós – eu, Equipa técnica, jogadores – formarmos uma equipa e darmos continuidade ao nosso trabalho. Quando as coisas acontecem, acredito que saem do treino, quando não se treina, há aspetos que se perdem. Temos de ter a capacidade de ser regulares. Agora apresentamos uma boa transição defensiva, se deixarmos de o fazer, ela perde-se. Depois há a análise feita ao adversário, eles também nos fazem e temos de ter a capacidade de nos reinventar. Para este jogo, por exemplo… vamos jogar com uma equipa que joga num sistema diferente, que quando defende, fá-lo em 5x4x1 e ataca com três defesas, com dois laterais subidos e três homens por dentro que atacam bem a profundidade.
O FC Porto jogou e venceu. É uma pressão extra?
A pressão maior é o que temos de fazer em campo, não há hipóteses. A pressão que coloco em mim, na minha Equipa técnica e nos jogadores é sobre o que podemos controlar. O que é que podemos controlar? É, em função da nossa estratégia, jogar bem e ganhar. Claro que sentimos que estamos na luta, estamos a quatro pontos, com um jogo a menos, e há a responsabilidade de darmos sempre uma boa resposta em campo.
Jonas está preparado para jogar?
Está convocado e estou muito satisfeito. Em relação à pergunta sobre os mais novos e os mais velhos… vejo um jovem a recuperar bolas, a marcar golos e a divertir-se. O mais importante é ir feliz para casa.

Lista de Convocados

  • Guarda-redes: Odysseas, Svilar e Zlobin;
  • Defesas: André, Corchia, Grimaldo, Rúben e Ferro;
  • Médios: Pizzi, Rafa, Živković, Cervi, Samaris, Florentino, Gedson e Gabriel;
  • Avançados: Jota, Félix, Jonas e Seferović.

Boletim Clínico

  • Ebuehi: status pós-cirurgia a rotura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo;
  • Conti: lesão muscular na coxa esquerda;
  • Jardel: lesão muscular na coxa direita;
  • Fejsa: traumatismo no pé esquerdo; e
  • Salvio: lesão tendinosa do bicípete femoral à direita.

Talking Points

Preparámos uma lista de temas para conversas sobre este jogo, mas estejam à vontade para passar por cima dela, ou pegar num ou alguns, e apresentar as tuas observações e expressar opiniões:
  1. Qual é a tua previsão sobre o resultado final e os marcadores?
  2. Qual é o teu onze inicial, estrutura e dinâmicas preferidos para este jogo?
  3. Que jogador ou aspeto do jogo do adversário constitui-se como a maior ameaça para o SL Benfica?
  4. Que jogador terá que fazer acontecer, superar-se a si próprio e embalar a equipa para a vitória?
submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2019.01.14 19:36 fidjudisomada Taça de Portugal 2018/9, Quartos-de-final: Vitória SC vs. SL Benfica

BRUNO LAGE: "ENTREGA TOTAL E SÓ HAVER 'NÓS', ISTO TEM DE SER A BASE"

Confirmado pelo Presidente Luís Filipe Vieira como treinador principal do Benfica, Bruno Lage, na primeira conferência de Imprensa pré-jogo, partilhou algumas das sensações já acumuladas no papel que agora desempenha.
Na véspera de enfrentar o V. Guimarães no Estádio D. Afonso Henriques, nos quartos de final da Taça de Portugal, o treinador apontou caminhos e destacou algumas prioridades. "É muito importante reconquistar o público, tentando jogar com qualidade. Só tendo esta mentalidade, jogo a jogo, treino a treino, com intensidade alta e entrega total é que se pode pensar noutras coisas", salientou, reafirmando a transição para o sistema tático 4x4x2.
O que é que o Presidente lhe disse e que desafios lhe propôs? Olhando para os dois jogos que fez ao comando da equipa principal, o que entende que há para melhorar?
O que Presidente me pediu, e que é normal nestes momentos, é que dê continuidade ao trabalho que tem sido desenvolvido ao longo dos anos pelos vários treinadores e na presente época. Vamos tentar tirar partido do bom trabalho do anterior treinador, Rui Vitória. Vou direcionar a minha comunicação para a tarefa, e a tarefa tem sido uma equipa a tentar jogar futebol em 4x3x3. Nós estamos a tentar entrar num processo 4x4x2, passar de uma dinâmica 4x3x3 para 4x4x2 e dar essa continuidade. Fundamental neste momento é todos sentirmos conforto e estabilidade, começarmos a passar uma imagem do que queremos para o Sport Lisboa e Benfica, de entrega e motivação. É muito importante reconquistar o público, tentando jogar com qualidade. Só tendo esta mentalidade, jogo a jogo, treino a treino, com intensidade alta e entrega total é que se pode pensar noutras coisas.
Qual é a prioridade em termos de objetivos? Que necessidades encontra na afinação do plantel?
Entrega total, toda a gente estar disponível, deixarmos de pensar no "eu" e pensarmos no "nós" e "equipa", naquilo que podemos fazer em cada jogo e em cada treino. Isto tem de ser a base. É o mais importante, a jogar de três em três dias, com pouco tempo para treinar. Em relação ao plantel, é muito cedo para falar sobre isso, estamos num processo de transição de várias coisas: de treinador, de sistema, e quero conhecer todos os jogadores disponíveis para perceber o que podem oferecer.
Chegou às camadas jovens do Benfica ainda muito novo. Foi Campeão e hoje está ao comando da equipa principal. É o cumprir de um objetivo de carreira?
Antes de mais é um enorme orgulho, deixa-me mesmo muito orgulhoso todo o percurso que fiz nesta casa. Agradeço ao Presidente a aposta que é feita em mim, porque é mais um sinal de que a aposta na formação é concreta. Para além dos jogadores, começa a haver treinadores cá em cima. Somos um conjunto de treinadores com enorme qualidade, a oportunidade surgiu a mim, mas, se as coisas correrem bem – e vão correr bem –, existem vários treinadores com enorme potencial para fazerem o mesmo trajeto.
Quando se chega a um determinado patamar profissional e já nos sentimos realizados, tudo o que vem por acréscimo só nos deixa realizados. Tenho 42 anos, apesar de parecer um rapaz – e houve muita gente que me tratou como um rapaz, mas já tenho 42 anos, sou pai... A minha ideia, quando comecei, muito jovem, com 20/21 anos – já tenho outros tantos como treinador –, era apenas ser professor de educação física e preparador físico. A partir do momento em que cheguei ao Benfica, com 30 anos a treinar os Juniores, o percurso que fiz no Dubai, em Inglaterra... Tudo isso corresponde a um percurso natural onde as coisas se foram conquistando. É com enorme orgulho e sentido de responsabilidade que sou treinador do Benfica. Aquilo que me deixa feliz neste momento é eu sentir-me muito à vontade a trabalhar a este nível.
Que mensagem passa ao plantel nesta fase? O que é que os jogadores lhe têm dito? Como tem sido a interação?
A mensagem, neste momento, é a tarefa. Estamos a fazer uma transição de um sistema para outro e o nosso trabalho tem sido esse: preparar aquilo que é um 4x4x2 a atacar e a defender e, simultaneamente, preparar os jogos com os adversários que temos. Os jogadores não têm dito nada, mas eu sinto – e senti logo no primeiro dia – no olhar dos jogadores. São os tais feelings, umas vezes são táticos, outras vezes são emocionais. Desde o primeiro dia que sinto isso. Quando o Presidente me apresentou aos jogadores, eu disse-lhes que olhei para eles e senti que iria ser o líder deles. As coisas têm acontecido de uma forma muito natural.
O Presidente afirma que Bruno Lage é o treinador do presente e do futuro. Quanto tempo é que se imagina como treinador principal do Benfica?
Jogo a jogo, treino a treino: esta é a minha mentalidade. Não há outra maneira de estar nesta profissão. Não adianta estarmos a falar de quanto tempo vou ficar, ou não, porque eu, sem o tal currículo e o tal estatuto que vocês querem que o treinador do Benfica tenha, vivo dos resultados. Vejam o que aconteceu ao treinador do Leicester: foi campeão e, depois, na segunda época saiu. O treinador do Real Madrid: fez dois, três meses e saiu... Independentemente do currículo e do estatuto do treinador, o que interessa é dia a dia, jogo a jogo, treino a treino. Assim é que se conquista e faz um caminho, tanto na construção da equipa como no percurso do treinador.
Rui Vitória, numa entrevista recente, disse que Bruno Lage precisava de ser um treinador protegido no Benfica. Sente essa proteção para vingar e conquistar títulos?
Já tive de ser mais apoiado... Quando estava de muletas precisei de apoio... Vou fazer o caminho de forma natural. O que mais me preocupa é o foco na tarefa e sentir-me confortável com a adaptação e o crescimento da equipa em face das nossas ideias. Se eu tiver esse conforto e os jogadores estiverem tranquilos nas posições e tomarem as decisões que queremos, estou mais confortável e apoiado. É isso que me preocupa: tarefa, treino e jogo.

Lista de Convocados

  • Guarda-redes: Odysseas, Svilar e Varela;
  • Defesas: André, Grimaldo, Rúben, Jardel e Conti;
  • Médios: Živković, Salvio, Cervi, Fejsa, Alfa Semedo, Samaris, Gedson, Gabriel, Krovinović e Pizzi;
  • Avançados: Félix, Ferreyra, Castillo e Seferović.

Boletim Clínico

  • Ebuehi: status pós-cirurgia a rotura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo;
  • Rafa: rotura muscular na coxa esquerda;
  • Jonas: traumatismo no joelho direito.

Talking Points

Preparámos uma lista de temas para conversas sobre este jogo, mas estejam à vontade para passar por cima dela, ou pegar num ou alguns, e apresentar as tuas observações e expressar opiniões:
  1. Qual é a tua previsão sobre o resultado final e os marcadores?
  2. Qual é o teu onze inicial, estrutura e dinâmicas preferidos para este jogo?
  3. Que jogador ou aspeto do jogo do adversário constitui-se como a maior ameaça para o SL Benfica?
  4. Que jogador terá que fazer acontecer, superar-se a si próprio e embalar a equipa para a vitória?
submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2018.10.09 17:18 TheZeroMG Elecciones en Brasil

La idea es detallar un poco el proceso electoral de Brasil

Se realizan cada 4 años y en la misma elección votas para diputados estaduales, gobernadores, diputados federales, senadores y Presidente.
Las elecciones municipales (intendentes y vereadores/concejales) se hacen también cada 4 años, pero separada. La ultima fue en 2016.
Los mandatos duran 4 años, excepto el de senadores que dura 8 años.
Presidenciales
Las reglas electorales fueron aprovadas en 2017 por el congreso nacional y luego el Tribunal Superior Electoral (TSE) definió el calendario electoral y algunas reglas sobre el proceso (fiscalización, encuestas, preparación del proceso, propaganda, registro de candidatos entre otros temas)
Para ser presidente tenes que postularte con un partido y haber estado filiado al mismo por 6 meses, no se permiten candidaturas avulsas. Ademas el candidato debe ser mayor a 35 años, su mandato es de 4 años y puede ser reelecto 1 vez. Otra condición necesaria es que el candidato no haya sido condenado por un tribunal colegiado (es un grupo de jueces, generalmente 3) en segunda instancia ya asi lo determina la ley complementar Nº 135/2010. Es por este motivo que Lula no pudo ser candidato.
El tiempo de campaña fue reducido a la mitad respecto de 2014, totalizando apenas 50 dias de campaña. El limite para el gasto en campaña presidencial es de 70 millones de reales, y otros 35 para el ballotage.
Solamente personas físicas pueden hacer donaciones a la campaña y hasta un 10% de sus ganancias brutas del año anterior a la elección.
La propaganda electoral comenzó el 16 de Octubre pero en television y radio comenzó el 31 de Octubre. La propaganda electoral consta de 2 bloques diarios de 10 minutos que fueron divididos de acuerdo a la representación de las coligaciones en el congreso, siendo el tiempo minimo 5 segundos. No se permiten efectos especiales, ediciones , dibujos animados, o efectos generados por computadora.
Ademas la propaganda en Internet está altamente regulada, se permite en blogs, redes sociales y sitios registrados ante la justicia electoral. No está permitida la propaganda paga, en sitios de personas jurídicas, en sitios de la administración publica (sea en sitios de municipios, intendencias, estaduales, o federales)
No está permitido el telemarketing.
Se permiten paseatas, caravanas, camionetas con parlantes (hasta 80 decibles a 7 metros del vehículo).
No se permiten propagandas en el modelo "outdoor" es decir que no podes pegar afiches, ni colocar propaganda en vallas publicitarias, chupetes, letreros luminosos, marquesinas, lonas de fachadas, murales, transporte publico. Si podes poner banderas y mesas de información.
Todas las pesquisas electorales deben ser registradas ante el TSE con 5 dias de anticipación e informar con claridad la metodologia.
Los debates presidenciales no son obligatorios, pero varios medios los hacen y en caso de hacerlo están obligados a invitar a todos los candidatos que pertenezcan a partidos con al menos 5 representantes en el congreso. Hubo 8 debates en televisión en el primer turn. Hay 6 debates programados para el segundo turno. La misma regla aplica para las llamadas sabatinas que son entrevistas personales. Las reglas electorales buscan evitar el abuso de poder económico de un candidato sobre los otros por lo que si un medio le hace varias entrevistas solamente a un candidato, ambos son pasibles de multas y el TSE puede revogar su candidatura. Hasta hubo un pequeño problema con una entrevista del canal Record a Bolsonaro emitida en el mismo horario que el debate presidencial de Globo, sobre la cual TSE dijo que no había abuso de poder económico debido a la imposibilidad de Bolsonaro de ir a los debates.
Para que un candidato sea elegido como presidente en el primer turno de las elecciones debe obtener mas del 50% de los votos válidos.
Los candidatos
Candidato Ultimo Cargo Politico Partido y Número Vice Coalición Tiempo en el Horario Electoral Costo de Campaña - Declarado al TSE Resultados del Primer Turno
Álvaro Dias Senador por el Estado de Paraná desde 1999 PODE -19 Paulo Rabello Mudança de Verdade (PODE), PRP), PSC e PTC) 0m 40s R$ 5,5 Millones 859.601 Votos - 0,80%
Cabo Daciolo Diputado Federal por Rio de Janeiro desde 2015 PATRIOTA - 51 Suelene Balduino - 0m 08s 1.348.323 Votos - 1,26%
Ciro Gomes Diputado Federal por Ceará entre 2007 y 2011 PDT - 12 Kátia Abreu Brasil Soberano (PDT, Avante) 0m 38s R$ 8,3 Millones 13.344.366 Votos - 12,47%
Fernando Haddad Intendente de São Paulo entre 2013 y 2016 PT - 13 Manuela d'Ávila O povo feliz de novo (PT, PCdoB, PROS) 2m 32s R$ 26,2 Millones (Con la candidatura de Lula - No se declaró lo que se gastó con Haddad) 31.342.005 Votos - 29,28%
Geraldo Alckmin Gobernador de São Paulo entre 2011 y 2018 PSDB - 45 Ana Amelia Lemos Para Unir o Brasil (PSDB, PP), PTB, PSD),PRB, PR, DEM), SD) e PPS) 5m 32s R$ 31,5 Millones 5.096.349 Votos - 4,76%
Guilherme Boulos No ocupó nunca un cargo politico - Es líder del MTST PSOL - 50 Sônia Guajajara Vamos Sem Medo\*de Mudar o Brasil* (PSOL e PCB) 0m 13s R$ 3,4 Millones 617.122 Votos - 0,58%
Henrique Meirelles Ministro de Hacienda entre 2016 y 2018 MDB (PMDB) - 15 Germano Rigotto Essa é a solução (MDB) e PHS) 1m 55s R$ 44,2 millones 1.288.948 Votos - 1,20%
Jair Messias Bolsonaro Diputado Federal por Rio de Janeiro desde 1991 PSL - 17 General Mourão *Brasil acima de Tudo,*Deus acima de Todos (PSL e PRTB) 0m 08s R$ 0,975 Millones 49.276.990 Votos - 46,03%
João Amoêdo Nunca ocupó un cargo politico - Empresario NOVO - 30 Christian Lohbauer - 0m 05s 2.679.744 Votos - 2,50%
João Goulart Filho Diputado Estadual por Rio Grande do Sul (1982-1986) PPL - 54 Léo Alves - 0m 05s 30.176 Votos - 0,03%
José Maria Eymael Diputado Federal por São Paulo (1986-1995) DC - 27 Helvio Costa - 0m 08s 41.710 Votos - 0,04%
Marina Silva Senadora por el Estado de Acre (1995-2011) REDE - 18 Eduardo Jorge Unidos para transformar o Brasil (REDE e PV)) 0m 21s R$ 3,5 Millones 1.069.577 Votos - 1,00%
Vera Lúcia Nunca ocupó un cargo politico - Nunca ganó una elección a nada - Sindicalista PSTU - 16 Hertz Dias - 0m 05s 55.762 Votos - 0,05%
Votos Nulos: 7.206.205 - 6,14%
Votos en Blanco: 3.106.936 - 2,65%
Abstenciones: 29.941.265 - 20,33%
Los resultados de estas elecciones muestran que el electorado Brasilero está cansado de la politica tradicional y es el reflejo de las investigaciones de la Lava-Jato. Politicos y partidos tradicionales MDB, PSDB, Rede, y PSOL fueron los grandes perdedores.
Boulos, extrema izquierda, tuvo la peor campaña de la historia del PSOL.
Es la primera vez desde 1994 que el PSDB, centro, no llega al ballotage, y ha mostrado que a pesar de ser la coalición con mayor tiempo en radio y televisión no lograron capitalizar esa posición dominante. Lo mismo aplica para el MDB, centro, partido del actual presidente Michel Temer.
Marina Silva, centro izquierda, del partido Rede empezó la campaña post-Lula con una intención de votos de alrededor del 15%. No pudo retener sus votos, es la tercer elección presidencial consecutiva que pierde y en cada elección ha logrado menos votos que la anterior. Un efecto directo de su liderazgo débil y la falta de propuestas.
Ciro Gomes, izquierda, se proyectaba a ser el contendiente de Bolsonaro en el segundo turno pero perdió espacio en el Nordeste para el candidato del PT Haddad gracias al apoyo de Lula. El Nordeste es la región de Brasil mas pobre y que mas apoya partidos como el PT y el PDT donde las practicas de clientelismo político son mas comunes.
João Amoêdo miembro de un partido con menos de 3 años de antigüedad y sin disponer de recursos del fondo partidario logró un resultado que consolida su partido como una de las nuevas fuerzas politicas de Brasil. Su propuesta de centro-derecha tenia un aspecto progresista socialmente y liberal en lo económico. 8 diputados federales, 12 diputados estaduales en 5 estados, y 1 candidato a gobernador en el ballotage

Haddad, izquierda, intendente de São Paulo entre 2013 y 2016 y que al disputar la reelección no pudo superar los votos en blanco y nulos (por algo de 200 mil votos), tuvo la peor elección del PT en el Nordeste y solo alcanzó los votos gracias al apoyo del ex-presidente Lula y a una campaña cuyo slogan era "Haddad é LULA". Llega al ballotage y todavia puede ganar la presidencia.
Su propuesta es de un Estado grande y mas intervencionista; con mayor gasto en programas sociales, ampliando los actuales y creando nuevos programas; revogar la PEC do Teto que limita los gastos del Estado al aumento de la inflación durante 20 años; propone aumentar aun mas el gasto público; convocar una asamblea constituyente (no previsto por la actual constitución); es contra cualquier tipo de privatización de bienes y empresas estatales; ofrecer al pueblo Brasilero que está en el SPC (Veraz) prestamos con fondos federales; crear el Estatuto do Trabalho para darle mayor poder a los sindicatos; aumento de impuestos.

Bolsonaro, derecha, obtuvo una victoria arrolladora y marcando la mayor cantidad de votos válidos para un primer turno en las elecciones de Brasil desde la vuelta de la democracia. Su propuesta socialmente conservadora y economicamente liberal se complementó con su reputación de nunca haber estado involucrado en un escándalo de corrupción.
Su propuesta es la de un Estado mas chico y mas descentralizado; con mayor fiscalización de los programas sociales para evitar el clientelismo politico y los fraudes; una reforma del sistema de jubilaciones y la creación de un sistema de capitalización similar a las AFJP; la creación de una nuevo marco legal laboral que permite al empleado mayor poder de negociación con el empleador respetando los derechos constitucionales pero que sea paralelo a la actual CLT, permitiendo que el empleado decida sobre cual régimen desea estar empleado; remover el Estatuto del Desarmamento para que que el ciudadano que asi lo desee pueda poseer armas y defender su derecho a la vida y a la propiedad; simplificación gradual del sistema impositivo con el objetivo de disminuir la carga sobre las empresas y ciudadanos; privatización de empresas y propiedades estatales deficitarias y no estratégicas.

Detalle de color
CLAUSULA BARRERA
Aprobado desde 1995 por la ley 9.069 para que sea aplicado en las elecciones de 2006, fue declarada inconstitucional ese mismo año por el STF por un pedido del Partido Comunista do Brasil (PCdoB) alegando que esta ley hiere el derecho de manifestación politica de las minorias.
Sin embargo fue impuesta en las reglas electorales por el congreso, en 2017, y tiene como objetivo disminuir el número de partidos presentes en la politica Brasilera. Esta regla impide el envío de fondos públicos y de acceso a la propaganda electoral en radio y television. Todo partido que no consiga un mínimo de 1,5% de los votos válidos para las elecciones a diputados federales en al menos 9 Estados no podrá tener acceso a los recursos públicos destinado a las elecciones.
Como funciona? De dos formas
La primera es si el partido consigue obtener 9 diputados federales distribuidos entre 9 Estados
La segunda es conseguir al menos el 1,5% de todos los votos válidos para la cámara de diputados con un minimo de 1% en al menos 9 Estados.
Esto marca que los grandes perdedores de estas elecciones son los partidos PCdoB, Patriota, PHS, PRP, PMN, PTC, Rede, PPL, DC, PRTB, PMB, PCB, PSTU e PCO. Ninguno de estos partidos podrá contar con los recursos públicos para las elecciones de 2020 (municipales) y 2022
En 2022 está barrera subirá a 2% de los votos válidos o 11 diputados en 9 Estados


Source:
Reglas propaganda politica:
http://www.tse.jus.beleicoes/eleicoes-2018/normas-e-documentacoes-eleicoes-2018
https://www.eleicoes2018.com/propaganda-eleitoral/
https://politica.estadao.com.bnoticias/eleicoes,eleicoes-2018-conheca-as-regras-da-campanha-eleitoral,70002413469
Propuestas y posicionamiento dentro del espectro ideologico en base a eso: http://www.tse.jus.beleicoes/eleicoes-2018/propostas-de-candidatos
http://divulgacandcontas.tse.jus.bdivulga/#/municipios/2018/2022802018/Bcandidatos (Tambien podes acceder a la declaracion patrimonial)
Limite de gastos de las campañas: http://www.justicaeleitoral.jus.barquivos/tse-prestacao-de-contas
Votos, coaliciones y tiempo en propaganda:
http://divulga.tse.jus.bindex.html
https://noticias.uol.com.bpolitica/eleicoes/2018/noticias/agencia-estado/2018/08/07/no-horario-eleitoral-sete-terao-tempo-de-eneas.htm
https://pt.wikipedia.org/wiki/Elei%C3%A7%C3%A3o_presidencial_no_Brasil_em_2018
Gastos campañas:
http://divulgacandcontas.tse.jus.bdivulga/#/municipios/2018/2022802018/Bcandidatos (Puede haber divergencias ya que van actualizando de acuerdo a lo que van declarando y auditando)
https://noticias.uol.com.bpolitica/eleicoes/2018/noticias/reuters/2018/09/15/meirelles-tem-maior-gasto-da-campanha-presidencial-com-r-442-mi-diz-tse.htm
Clausula Barrera:
https://www12.senado.leg.bnoticias/glossario-legislativo/clausula-de-barreira
http://www1.folha.uol.com.bpode2017/10/1924170-fim-das-coligacoes-e-clausula-de-barreiras-atinge-partidos-nanicos.shtml
https://www.cartacapital.com.bpolitica/como-vai-funcionar-a-clausula-de-barreira-aprovada-pelo-congresso
https://noticias.uol.com.bpolitica/eleicoes/2018/noticias/2018/10/08/rede-e-mais-15-partidos-param-em-clausula-de-barreira-e-ficam-sem-fundo.htm
http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2017/09/clausula-de-barreira-pode-deixar-mais-de-dez-partidos-sem-verba-partidaria.html

submitted by TheZeroMG to RepublicaArgentina [link] [comments]


2018.08.22 02:20 macana144 Integración tributaria. ¿A favor? ¿En contra? ¿Por qué?

Comunicado por la cadena nacional sobre la reforma tributaria:
Mensaje a la Nación de S.E. el Presidente de la República,
Sebastián Piñera Echenique, al anunciar el Proyecto de Ley para modernizar Sistema Tributario
Santiago, 21 de agosto de 2018
Queridos compatriotas:
Nuestro deber es trabajar, en cuerpo y alma, para ayudar a todos los chilenos a resolver sus problemas, a aprovechar sus oportunidades, a mitigar sus temores y a cumplir sus sueños. Para lograrlo, durante estos cinco meses de Gobierno, hemos enfrentado, con decisión y urgencia, temas tan importantes para los chilenos, que estaban tan postergados y que requerían nuestra inmediata atención, como:
- Reestructurar Carabineros para combatir con mayor eficacia la delincuencia y el narcotráfico;
- Poner en orden nuestra casa en materia de migración;
- Avanzar hacia una plena igualdad de derechos y dignidad entre hombres y mujeres;
- Poner a nuestros niños primeros en la fila y reemplazar el triste y fallido Sename;
- Avanzar en el desarrollo y la paz en La Araucanía.
Y también hemos trabajado en promover un clima de mayor unidad y colaboración entre todos los chilenos, a través de la búsqueda de 5 grandes Acuerdos Nacionales en materia tan importantes como la Seguridad Ciudadana, la Infancia, la Salud, La Araucanía y el Desarrollo Integral, y en sentar las bases para recuperar nuestra capacidad de crecer, de invertir, de crear buenos empleos, de mejorar los salarios y de crear mejores oportunidades para todos, y especialmente para las Pymes y los emprendedores, y por supuesto un nuevo, merecido y mejor trato para nuestros adultos mayores y nuestra clase media.
Con la unidad y aporte de todos los chilenos, hemos logrado avances muy significativos en todos estos desafíos. Por ejemplo, estamos contentos con que, a pesar de las graves dificultades heredadas y los dañinos efectos de la guerra comercial entre Estados Unidos y China sobre el precio del cobre y el petróleo, nuestra economía se está recuperando. Nuevamente, es la más dinámica entre los principales países de América, con un crecimiento en el segundo trimestre de este año de 5.3% del PIB y de un 7.1% de la inversión, lo que se está traduciendo en mejores empleos, salarios y oportunidades, que sin duda debemos fortalecer y proyectar hacia el futuro.
Porque la experiencia nos ha demostrado que no hay mejor política laboral, de lucha contra la pobreza y de justicia social que el pleno empleo, y para ello debemos crear muchos y buenos empleos, y también mejorar la calidad de la educación de los sectores vulnerables y de clase media.
Sin duda, la creación de buenos empleos, el incremento de los salarios y la creación de oportunidades para todos está y seguirá estando en el corazón de nuestras prioridades. Con ese fin, hemos avanzado en temas tan importantes como:
- La Sala Cuna Universal
- El Pago a 30 días a nuestras Pymes
- El Estatuto Laboral para jóvenes y adultos mayores
- El Trabajo a distancia, desde el hogar o Teletrabajo
- La Agenda de Productividad, Innovación y Emprendimiento
- La Mejoría en la calidad de la Educación y Capacitación
Y, además, durante estos cinco meses, hemos trabajado también intensamente en preparar las grandes reformas necesarias, iniciando, a partir de este mes de agosto, una segunda etapa, que significa empezar a poner en marcha reformas estructurales tan importantes como:
- La Reforma a Carabineros y la Policía de Investigaciones, y la mejor coordinación entre los fiscales, el Poder Judicial y las policías, para dar más seguridad y mayor paz a usted y a su familia;
- La Reforma a las Pensiones, que mejorará las jubilaciones de todos los pensionados, pero en forma muy especial, las de las mujeres, la clase media, la pensión básica y el aporte previsional solidario;
- La Modernización de la Salud, para reducir las listas de espera, bajar el precio de los medicamentos, tener más médicos especialistas, fortalecer la salud primaria e incorporar las nuevas tecnologías para mejorar la oportunidad, la calidad y la dignidad con que acceden a la salud todas las familias chilenas;
- La Reforma a la Educación y Capacitación, para permitir que todos nuestros niños, jóvenes y trabajadores reciban educación y capacitación de calidad, que les permita ser verdaderos ciudadanos en la nueva Sociedad del Conocimiento y la Información;
- La Modernización Laboral para poder responder a los grandes desafíos de la Revolución Tecnológica, que llegó para quedarse, para generar más y mejores empleos, y dar más libertad a trabajadores y empleadores para que puedan compatibilizar mejor el mundo del trabajo con el mundo de la familia, el deporte, la cultura y la recreación;
- Y muy importante, la Red Clase Media Protegida.
Chilenos y chilenas:
Adicionalmente, hoy he firmado el Proyecto de Ley para Modernizar nuestro Sistema Tributario.
¿Cuáles son los principales principios, objetivos y contenidos de esta Modernización Tributaria?
- Crear un sistema tributario más simple y único, más equitativo y plenamente integrado, para todas las empresas chilenas, salvo un régimen más favorable y especial para las Pymes, que tendrán menores tasas de impuestos. De esta forma, los impuestos pagados por las empresas serán crédito para los impuestos que deban pagar las personas, lo que favorecerá a más de 150 mil Pymes y a grandes sectores de la clase media, y además facilitará la vida a todos nuestros contribuyentes;
- Establecer incentivos a la inversión y crecimiento económico a través de un Sistema de Depreciación Acelerada o incluso instantánea para todas las empresas, y que será más favorable para la Región de La Araucanía;
- Promover el desarrollo de las Pymes a través de un sistema tributario más simple y comprensible, con incentivos especiales a la inversión y con menores tasas de impuestos;
- Fortalecer y clarificar las normas para combatir mejor la evasión y la elusión;
- Extender hasta el año 2035 las franquicias tributarias para la contratación de mano de obra e inversiones en nuestras Zonas Extremas;
- Incentivar la adquisición de viviendas por parte de nuestra clase media, ampliando de 2000 a 4000 UF el valor de las viviendas que pueden beneficiarse de esta franquicia;
- Crear la “Defensoría del Contribuyente” para evitar actos arbitrarios o abusivos contra ellos, otorgándoles mayor certeza y mayor seguridad jurídica;
- Fomentar la donación de las empresas a instituciones sin fines de lucro de bienes de primera necesidad que hoy día, muchas veces, se destruyen, como alimentos, pañales, artículos de higiene personal, libros, útiles escolares, ropa y tantos más, permitiéndoles a las empresas descontar como gasto estas donaciones;
- Establecer el uso obligatorio de la Boleta Electrónica, igual como ya lo hicimos con la factura electrónica, y separar la parte del precio que corresponde al producto vendido de aquella que corresponde al impuesto del IVA;
- Modernizar y simplificar las normas de tributación internacional para atraer más inversión a nuestro país y para fomentar la integración de nuestra economía al mundo;
- Equiparar la carga tributaria entre aquellas empresas que venden bienes y servicios en forma convencional y aquellas que lo hacen en forma digital;
- Modernizar y perfeccionar los impuestos verdes a actividades contaminantes;
- Y, por supuesto, asegurar la recaudación tributaria para el Estado, para que el Estado pueda cumplir adecuadamente sus importantes funciones, especialmente en materia de políticas sociales y obras de infraestructura.
Hago un sentido llamado a todos los parlamentarios a colaborar, de buena fe y con buena voluntad, en esta urgente y necesaria Modernización de nuestro Sistema Tributario.
Queridos compatriotas:
Hoy conocimos los resultados de la Encuesta Casen 2017 que midió la evolución de la pobreza y la distribución del ingreso entre los años 2015 y 2017.
¿Qué muestran estos resultados?
Básicamente tres cosas. Primero, la pobreza medida por ingresos bajó, pero el ritmo de caída de la pobreza se está desacelerando. Segundo, la pobreza multidimensional se estancó, principalmente por graves debilidades en el campo de la creación de empleos, las pensiones, los servicios sociales y la seguridad ciudadana. Y tercero, y muy grave, la distribución del ingreso empeoró.
Nuestra generación tiene una misión que cumplir: transformar a Chile, durante la próxima década, en un país desarrollado, sin pobreza y con mayor justicia e igualdad de oportunidades. Un Chile en que todos sus hijos puedan desarrollar en plenitud los talentos que Dios nos dio y puedan tener la seguridad de vivir sus vidas con dignidad.
Es esta noble, exigente y hermosa misión la que inspira y guía todos los actos de nuestro Gobierno y lo que nos motiva todos los días a levantarnos muy temprano en la mañana y trabajar muy duro durante el día, para mejorar la calidad de vida de todos nuestros compatriotas, y muy especialmente los sectores vulnerables y nuestra clase media.
Estoy seguro que con unidad y colaboración de todos sabremos cumplir con esta misión y lograr que todos los hijos de esta hermosa patria puedan vivir una vida más plena, una vida más feliz, junto a sus familias y a sus seres queridos.
Que Dios bendiga nuestra patria, que Dios bendiga a todos los chilenos.
Buenas noches y muchas gracias.
*****
Santiago, 21 de agosto de 2018

submitted by macana144 to chile [link] [comments]


2017.09.10 17:38 fidjudisomada [Post-Match Thread] Campeonato Nacional 2017/18, 5.ª Jornada: SL Benfica 2-1 Portimonense SC

O ARCO DO TRIUNFO
Uma entrada com fulgor e animação no ataque, faziam prever uma primeira parte com golos, empolgamento e sem sustos. O primeiro remate de Jonas após uma primeira demonstração de futebol combinativo deixava o primeiro rasto de genialidade do avançado brasileiro e da organização em movimento do ataque Benfiquista.
Foi, no entanto, uma entrada promissora que não durou muito tempo, mas poderia ter rendido ao Benfica os golos que permitissem aos adeptos desobstruir as gargantas. Mas à medida que a primeira metade decorria, parecia desfalecer o entusiasmo inicial da equipa.
O meio-campo não permitia a fluidez habitual e o Portimonense até criou duas ou três situações em que expôs, claramente, o bom momento de forma de Bruno Varela. Nada, no entanto, que alterasse a fisionomia do jogo. Um Benfica, pouco definido nas ideias, nesta altura, mas sempre combativo, identificado com as ideias do treinador e a exigência dos adeptos.
Muitos ataques, alguns remates depois, o intervalo chegou sem que a equipa de Rui Vitória descobrisse, entre a panóplia de soluções individuais, um daqueles desbloqueadores, que em certos momentos consegue superar a dificuldades coletivas.
Após o intervalo, esperava-se uma reação ciclónica do Benfica e depois de Rui Vitória ter deixado no banho o argentino Cervi, substituindo-o pelo seu fulgurante compatriota Salvio, um dos jogadores que recuperou de lesão.
Poucos minutos bastaram, no entanto, para perceber que esta não seria uma noite de inspiração, nem individual nem coletiva, e que teria de ser um daqueles jogos que mais tarde se relembrará por uma sequência imprevista de acontecimentos.
Primeiro o golo do Portimonense a levar uma súbita e gélida frente fria às bancadas do Estádio da Luz e quase logo a seguir um dois em um para a equipa Benfiquista. Grande penalidade indiscutível e expulsão do defesa do Portimonense. O melhor marcador do campeonato, Jonas, reforçou o estatuto de goleador e restabeleceu a igualdade.
Mais tarde, um outro episódio que marcaria a história do jogo e sobretudo a memorável interpretação de André Almeida, com um remate surpreendente, em arco, a estabelecer o resultado final.
Com o Portimonense a dar uma resposta digna, perto do fim, a equipa algarvia teria apontado um segundo golo e provocado uma comoção geral nas bancadas, mas o video-árbitro corrigiu a decisão inicial do árbitro assistente ao validar uma jogada ferida de ilegalidade.
O jogo terminou com a vitória do Benfica, sofrida, sem muito brilho mas com a alma e o compromisso habituais dos valorosos jogadores Benfiquistas.
JONAS: ESTAMOS FELIZES PELO RESULTADO
O Benfica teve um jogo complicado com o Portimonense, mas acabou por vencer por 2-1. No final do desafio, Jonas assumiu isso mesmo.
"Um jogo difícil. Tentámos o golo do princípio a fim. O Portimonense jogou muito bem. Estamos felizes pelo resultado", afirmou, em declarações à BTV.
O golo soberbo de André Almeida foi ainda analisado pelo camisola 10: "Foi um bom golo. Virámos o resultado e foi um tento que nos deu a tranquilidade e a vitória. Agora é descansar, porque vamos ter jogo de Champions."
RUI VITÓRIA: "UM JOGO GANHO COM MUITA DETERMINAÇÃO E CRENÇA"
"Cada jogo tem uma história. Este foi um jogo difícil, ganho com muita determinação, muita crença…"
"A equipa do Portimonense tem qualidade, com um treinador de qualidade, muito pragmático na forma como monta as equipas, já em jogos anteriores fez boas exibições não condizentes com o resultado e preparamos as coisas nesse sentido. Sabemos que os jogos se tornam complicados, muito por mérito do adversário, muitos jogos ganham-se assim, pensar que se ganha sempre por 3, 4, 5 é errado. Temos de ter a consciência que do outro lado está um adversário que nos quer ganhar. O principal segredo dos nossos sucessos é esta noção que não há facilidades, que qualquer equipa tem argumentos para se bater com outra, respeitar o adversário, conhecê-lo tem sido um dos nossos segredos, transformámos isso em união, crença, qualidade e determinação, mas é de facto essa a nossa grande essência, essa união e determinação nos jogos."
"A vida das equipas no Campeonato Nacional é isto, é perfeitamente normal que em tantas vitórias que as coisas nem sempre têm de correr bem, nem sempre se cilindra as equipas de início. O Vítor Oliveira explicou muito bem, que queria suportar os primeiros vinte minutos. Cada jogo tem a sua vida própria, não temos de estar a ganhar 3-0 ao intervalo. Do outro lado há uma equipa que nos quer ganhar, que criam dificuldades, saber que não há facilidades, foi assim que construímos o nosso sucesso e tendo consciência que os jogos são difíceis. Há jogos assim porque as equipas têm mérito, não há drama em relação a isso, tenho a consciência que não ganhamos por 5-0 em todos os jogos."
Fonte: SL Benfica

Coisas e Loisas

  • Benfica chega às 6 vitórias consecutivas em casa para o Campeonato Nacional; o melhor registo de 2017 na prova e iguala o período entre Set. e Dez. 2016.
  • O melhor registo defensivo à 5.ª jornada de Rui Vitória no Benfica: '17 3 sofridos (4V 1E); '16 4 sofridos (4V 1E); '15 4 sofridos (3V 2D).
  • Há 7 anos que o Benfica não vencia na Luz pela margem mínima, conseguindo-a em superioridade numérica: 2010 Rio Ave 2-1 Cardozo (79').
  • Benfica não vencia pela margem mínima na Luz para o campeonato, desde a 31.ª jornada da Liga NOS 16/17; bis de Jonas (2-1 Estoril).
  • 3.ª vez na carreira que André Almeida dá os 3 pts à sua equipa: 2017 SLB v Portimonense (I); 2011 CFB v Varzim (II); 2010 CFB v V. Setúbal (I).
  • A última vitória do Benfica no Campeonato Nacional com reviravolta no marcador, aconteceu em Abril 2016 (V 2-1 V. Setúbal, Jonas e Jardel).
  • André Almeida fez o 3.º golo com a camisola do Benfica (162 jogos): 2017 Portimonense; 2017 Belenenses; 2017 Leixões.
  • Há 3 anos que o Benfica não jogava em superioridade numérica na Luz (Liga Portuguesa), com desvantagem no marcador (V3-1 Moreirense).
  • Fevereiro 2015 foi a última vez que o Benfica jogou em superioridade numérica sem estar em vantagem (1-1), vitória por 1-3 vs. Moreirense.
  • Jonas marcou o 7.º golo em 6 jogos (2017/18); os 2 últimos de grande penalidade após desvantagem do Benfica (Rio Ave, Portimonense).
  • Janeiro 2017: foi a última vez que o Benfica chegou com um nulo ao intervalo para a Liga na Luz; goleada frente ao Tondela (4-0).

Eleição do MVP

Talking Points

  • O resultado foi justo? Na sua opinião o que faltou à equipa para alcançar um resultado ou exibição melhor?
  • Está satisfeito com a resposta da equipa hoje? Qual foi o aspeto do jogo que mais o impressionou?
  • Com o benefício da visão a posteriori, que alterações faria ao 11 inicial?
  • Em retrospetiva, o que faria diferente ao longo do jogo?
  • Qual foi o jogador que mais se destacou com a camisola do SL Benfica? Nessa nota, quem foi a maior deceção?
  • Quais são os aspetos positivos que o SL Benfica pode tirar deste jogo?
  • Enfrentaremos o PFC CSKA Moscow na próxima partida, no Estádio da Luz, em jogo a contar para a UEFA Champions League. Quais as perspetivas?

Relacionados

submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2017.05.04 01:15 DrGenial [Te ELI5eo] ¿Qué es esto del 2x1 a los condenados por delitos de lesa humanidad?

Antes que nada, todos sabemos que este es un tema muy sensible, así que van unos comentarios previos:
Disclaimer 1:
Al escribir este post, no analizo si la decisión me gusta, si no, si me hace feliz o si me enoja, ni nada. Me limito a hablar de derecho. ¿No les gustan mis conclusiones? Vayan a quejarse con los legisladores, porque ni yo ni los jueces de la Corte tienen la culpa de que la ley aplicable sea cualquiera.
Disclaimer 2:
Soy abogado, pero no soy penalista. El derecho penal es una rama muy particular del derecho. Puede haber alguna imprecisión menor, pero básicamente la cuestión versa sobre lo que voy a contarles acá.
Disclaimer 3:
Voy a tratar el tema con tanta objetividad jurídica como sea posible. Las conclusiones pueden gustarnos o no, pero hago este post para explicar derecho. El "eh, son todos p*tos, jueces gatos" no me interesa porque no estoy haciendo un análisis de lo que me parece copado a mi o lo que me gustaría.
Ahora sí,
Contexto:
La Corte Suprema emitió un fallo que beneficia a condenados por delitos de lesa humanidad con el famoso "2x1". La consecuencia directa es que estos tipos beneficiados van a pasar menos tiempo en la cárcel por todos los años que pasaron detenidos sin condena.
¿Qué es el 2x1?
En 1994 se sancionó una ley que establecía que después de dos años que una persona pasaba detenida mientras esperaba que sea condenada, en caso de ser declarado culpable, cada día que el individuo había pasado detenido sin condena valía por dos a la hora de contar cuanto tiempo de condena le quedaba. Por ejemplo, si cometí un delito en 1995 y me detienen, estoy preso hasta 1999, y en ese año me condenan a 10 años de prisión, los dos años de 1997 a 1999 (detenido sin condena) valen por cuatro, y la condena se cumpliría quedando preso hasta 2003. ¿¿¿PERO ESO NO ES UNA ABERRACIÓN??? Sí, por eso derogaron la ley en el 2001.
Pero si lo derogaron, ¿por qué se lo aplicaron a esta gente?
El derecho penal tiene ciertos principios legales fundamentales inviolables e imprescriptibles. Sirven para protegernos de posibles injusticias en caso de que seamos juzgados en una causa penal. Son derechos humanos fundamentales. Uno de ellos es el de "ley más benigna". ¿Qué significa eso? Que en el lapso entre que cometés un crimen y que terminás de cumplir la condena, cualquier ley que te sea más beneficiosa se te aplica. Por ejemplo, si yo descargué una película por torrent en 2010 y me dieron 20 años de prisión, y en 2020 la piratería deja de ser un crimen, la justicia está obligada a liberarme porque mi delito ya no existe. O, si en cambio, cambian la condena máxima a 15 años, deberían liberarme en 2025 en vez de 2030. Esto fue creado para que no haya personas condenadas que sean tratadas de manera diferente por la ley.
La ley, creada en 1994 y derogada en 2001, estuvo en vigencia en el lapso entre que esta gente cometió sus delitos y cumple sus condenas, y la jurisprudencia argentina está uniformemente de acuerdo en que en estos casos la ley más benigna es aplicable.
¡Pero son delitos de lesa humanidad!
Lo sé, pero el mismo Estatuto de Roma que permitió juzgar a esta gente dice en su art. 24 inciso 2 que "De modificarse el derecho aplicable a una causa antes de que se dicte la sentencia definitiva, se aplicarán las disposiciones más favorables a la persona objeto de la investigación, el enjuiciamiento o la condena".
¡Pero estos tipos cometieron violaciones horribles a los derechos humanos! ¿Por qué vamos a respetar SUS derechos humanos?
Hace 40 años un grupo de personas consideraron que la ley no alcanzaba para combatir un problema que existía en nuestro país (actos terroristas previos al golpe del 76) y decidieron que la mejor forma de solucionarlo era apartarse de la ley y actuar por fuera de ella para que haya "justicia". El saldo lo conocemos: asesinados, desaparecidos, bebes secuestrados. Así que exactamente por eso, porque queremos que no vuelva a suceder algo como lo que pasó hace 40 años.
Ni el caso más importante de todos es lo suficientemente bueno como para justificar que el Estado se aparte de la ley, porque eventualmente va a haber otro grupo de señores que va a considerar que la ley no es suficiente para solucionar X situación y van a querer tomar decisiones fuera de ella porque es más "justo".
.
¡Macri gato!
La decisión la tomó el poder judicial, utilizando las leyes que sancionó el poder legislativo. El poder ejecutivo no tiene la menor injerencia en el caso, y es su obligación respetar las decisiones judiciales. La división de poderes es uno de los principios fundamentales de cualquier república. Así que puteemos todo lo que querramos, pero la culpa de última fue de los legisladores del '94, que tendrían que haber creado la excepción para delitos de lesa humanidad.
[TL;DR]
Nos guste o no, el fallo es correcto, aún en delitos de lesa humanidad, si fueron cometidos antes del 2001 les corresponde el cómputo doble de cada año que pasaron detenidos sin condena, gracias a principios fundamentales del derecho penal. La culpa es de los legisladores de 1994.
EDIT:
Para mayor claridad, agrego el art. 2º del Código Penal argentino:
ARTICULO 2º.- Si la ley vigente al tiempo de cometerse el delito fuere distinta de la que exista al pronunciarse el fallo o en el tiempo intermedio, se aplicará siempre la más benigna. Si durante la condena se dictare una ley más benigna, la pena se limitará a la establecida por esa ley. En todos los casos del presente artículo, los efectos de la nueva ley se operarán de pleno derecho.
submitted by DrGenial to argentina [link] [comments]


2016.07.21 08:56 lulydelmar1 Meses para formar un gobierno de castas con 350 diputados que representan a algo más de 24 millones que ejercieron el voto. Os imagináis lo que sucedería en China con 1500 millones de personas y miles de partidos? Imposible. Cómo está formado el Gobierno Chino? Así >

Partidos Políticos
Generalidades
El sistema de partidos políticos de China se caracteriza por la dirección del Partido Comunista de China (PCCh) y la cooperación de los diversos partidos y por la asunción del poder por el PCCh y la participación de los demás partidos en el poder estatal. Los partidos democráticos son partidos amigos íntimos del PCCh y partidos partícipes del poder en unidad y cooperación con éste, en vez de ser partidos de oposición o fuera del gobierno. Los partidos democráticos comparten el poder estatal, participan en la consulta sobre la elaboración de las políticas y principios estatales de importancia cardinal y sobre los candidatos a dirigentes estatales, y toman parte en la administración de los asuntos estatales y la formulación y aplicación de los principios, políticas, leyes y reglamentos legales del Estado.
En China el PCCh y los partidos democráticos contemplan una meta de lucha común. Las condiciones nacionales de China y su naturaleza de Estado determinan que la dirección del PCCh es la premisa primordial y la garantía fundamental para la cooperación multipartidista. Tanto el PCCh como los partidos democráticos actúan rigiéndose por la Constitución como norma fundamental y tienen sobre sí la responsabilidad de defender la dignidad de ésta y de asegurar su aplicación.
Partido Comunista de China
El Partido Comunista de China se fundó el 1 de julio de 1921. Desde el 1ro de octubre de 1949, fecha de la proclamación de la República Popular China, es el único partido gobernante del país. Es el representante de los intereses de todas las etnias de su pueblo y es, asimismo, el núcleo dirigente de la causa socialista de China. Al cierre de 2011, el PCCh tenía un total de 82.602.000 militantes y 4.027.000 organizaciones de niveles básicos.
Tras la proclamación de la República Popular China en 1949, el PCCh dirigió al pueblo de las diversas etnias en la superación de toda clase de dificultades, convirtiendo a la China semicolonial, semifeudal y extremadamente pobre y atrasada en un país socialista de prosperidad inicial. Por dirección del PCCh se entiende esencialmente la dirección en lo ideológico y en lo político. El Partido, concentrando la voluntad del pueblo, da forma a sus planteamientos y políticas, los cuales se transforman en leyes y decisiones estatales por medio de los procedimientos legales del Estado y a través de las decisiones de la Asamblea Popular Nacional. Las funciones del PCCh no reemplazan a las del gobierno dentro del sistema de dirección del Estado. El Partido actúa en la esfera prescrita por la Constitución y la ley, sin derecho alguno de trascender de ellas. Ante la ley, los militantes del PCCh son iguales a cualquier otro ciudadano.
El órgano central del PCCh es el Renmin Ribao (Diario del Pueblo), y su revista teórica es el Qiu Shi (Buscar la Verdad).
 Órganos dirigentes del Comité Central del PCCh El actual Comité Central fue definido en octubre de 2007 en el XVII Congreso Nacional del Partido Comunista de China. El actual Secretario General del Comité Central es Hu Jintao. Buró Político del Comité Central Miembros del Comité Permanente del Buró Político del Comité Central: Hu Jintao, Wu Bangguo, Wen Jiabao, Jia Qinglin, Li Changchun, Xi Jinping, Li Keqiang, He Guoqiang y Zhou Yongkang Miembros del Buró Político del Comité Central (por orden del número de trazos de los apellidos): Xi Jinping, Wang Gang, Wang Lequan, Wang Zhaoguo, Wang Qishan, Hui Liangyu (etnia hui), Liu Qi, Liu Yunshan, Liu Yandong (mujer), Li Changchun, Li Keqiang, Li Yuanchao, Wu Bangguo, Wang Yang, Zhang Gaoli, Zhang Dejiang, Zhou Yongkang, Hu Jintao, Yu Zhengsheng, He Guoqiang, Jia Qinglin, Xu Caihou, Guo Boxiong, y Wen Jiabao. Secretariado del Comité Central Secretarios: Xi Jinping, Liu Yunshan, Li Yuanchao, He Yong, Ling Jihua y Wang Huning Comisión Militar Central Presidente: Hu Jintao Vicepresidentes: Guo Boxiong y Xu Caihou Miembros: Liang Guanglie, Chen Bingde, Li Jinai, Liao Xilong, Chang Wanquan, Jing Zhiyuan, Wu Shengli y Xu Qiliang Comisión Central de Control Disciplinario Secretario: He Guoqiang Subsecretarios: He Yong, Zhang Huixin, Ma Wen (mujer), Sun Zhongtong, Gan Yisheng, Zhang Yi, Huang Shuxian y Li Yufu 
Partidos Democráticos
Estos partidos son ocho y participan en el poder, además del Partido Comunista de China, partido gobernante, en la parte continental del país. Ellos son el Comité Revolucionario del Kuomindang de China, la Liga Democrática de China, la Asociación para la Construcción Nacional Democrática de China, la Asociación para la Promoción de la Democracia de China, el Partido Democrático Campesino y Obrero de China, el Zhigongdang de China, la Sociedad Jiusan y la Liga de Autonomía Democrática de Taiwan.
Después de fundada la República Popular China, los partidos democráticos decidieron considerar el Programa Común, la Constitución y los principios generales de los Estatutos de la Conferencia Consultiva Política del Pueblo Chino (CCPPCh) como su programa político, participaron activamente en la labor del poder político del pueblo y de la CCPPCh y desempeñaron un importante papel en la consolidación de la dictadura democrática popular, la feliz realización de la transformación socialista y el desarrollo acelerado de la construcción socialista. Luego de que el país entrara en el nuevo periodo de la modernización socialista, los partidos democráticos, cuya naturaleza cambió radicalmente, se han convertido en alianzas políticas de los trabajadores socialistas y los patriotas que apoyan el socialismo con quienes están en contacto. Son partidos amigos íntimos del PCCh y aceptan la dirección de éste y mantienen una cooperación total con el PCCh, para dedicarse juntos a la causa socialista. Los partidos democráticos participan activamente en la vida política del Estado y han hecho significativas contribuciones a la reforma, la apertura y la modernización socialista del país. Son una fuerza importante del frente único patriótico de China y, a la vez, una fuerza importante para salvaguardar la estabilidad y la unidad del país y promover la modernización socialista y la reunificación de la patria.
Breve Presentación de los Ocho Partidos Democráticos
Comité Revolucionario del Kuomindang de China: Fundado el 1 de enero de 1948 en Hong Kong por la fracción democrática del Kuomindang de China y otros demócratas patriotas, tiene organizaciones a nivel provincial en 30 provincias, regiones autónomas y municipios bajo jurisdicción central con la excepción de Taiwan y el Tíbet, así como más de 82.000 miembros y más de 4.000 organizaciones de base. Sus Presidentes anteriores fueron Li Jishen, He Xiangning (mujer), Zhu Yunshan, Wang Kunlun, Qu Wu, Zhu Xuefan, Li Peiyao y He Luli (mujer), sucesivamente. El actual Presidente es Zhou Tienong.
Liga Democrática de China: Su predecesor es la Asociación de Camaradas para la Construcción Nacional Unificada, fundada en noviembre de 1939. En octubre de 1941 dio a luz el diario Guangming Bao en Hong Kong y, al mismo tiempo, emitió la declaración de constitución oficial. En septiembre de 1949 se rebautizó con su nombre actual y cambió el sistema de miembros corporativos por la solicitud individual para la admisión. La mayoría de sus militantes son intelectuales de alta y media categoría dedicados a la cultura, la educación, la ciencia y la tecnología. Al cierre del 2009, la Liga tenía más de 204.000 militantes, 30 organizaciones a nivel provincial y 404 organizaciones a nivel de municipio o distrito. Jiang Shusheng es el Presidente actual.
Asociación para la Construcción Nacional Democrática de China: Fundada el 16 de diciembre de 1945 en Chongqing, estaba compuesto principalmente de personalidades de los círculos económicos. Hoy tiene organizaciones en 30 provincias, regiones autónomas y municipios bajo jurisdicción central y ciudades grandes y medianas del país. Sus militantes suman más de 110 mil y la gran mayoría son personalidades representativas de los círculos económicos y otros sectores. El actual Presidente es Chen Changzhi.
Asociación para la Promoción de la Democracia de China: Fundada el 30 de diciembre de 1945 en Shanghai, se compone principalmente de intelectuales representativos dedicados a la educación, la cultura, la edición, la ciencia y la tecnología. En la actualidaad, tiene organizaciones locales en 29 provincias, regiones autónomas y municipios bajo jurisdicción central, 313 organizaciones a nivel de municipio o distrito, 5.548 organizacionds de niveles básicos y más de 108 mil militantes. Yan Junqi (mujer) es la Presidenta actual.
Partido Democrático Campesino y Obrero de China: Se fundó en agosto de 1930 y es uno de los más antiguos de los ocho partidos democráticos. Predominantemente, acepta por militantes a intelectuales de alta y media categoría dedicados a la medicina, farmacia y sanidad que viven en las ciudades grandes y medianas y que son representativos. Hoy día, tiene organizaciones territoriales en 30 provincias, regiones autónomas y municipios bajo jurisdicción central del país salvo Taiwan y el Tíbet y más de 102 mil militantes. El Presidente actual es Sang Guowei. El órgano central es la revista Foro de Progreso.
Zhigongdang de China: A propuesta de la Oficina General del Zhigongdang de América, una organización de chinos residentes allí, se fundó en octubre de 1925 en San Francisco, Estados Unidos. Se compone principalmente de personalidades de las capas alta y media de los chinos repatriados y familiares de chinos de ultramar. En la actualidad tiene 18 organizaciones de nivel provincial, una organización de subordinación inmediata al Comité Central, 129 organizaciones municipales y más de 30 mil militantes en todo el país. El actual Presidente es Wan Gang.
Sociedad Jiusan: Sucesora del Foro de Democracia y Ciencia, tomó el nombre actual el 3 de septiembre de 1945 en celebración de la gran victoria de la guerra de resistencia al Japón y de la guerra antifascista mundial y, luego, se constituyó oficialmente el 4 de mayo de 1946. La mayoría de sus militantes son intelectuales de alta y media categoría dedicados a la ciencia y la tecnología. A medida del progreso de su labor, la Sociedad se ha desarrollado considerablemente en lo organizativo. En la actualidad tiene 30 organizaciones a nivel provincial, 274 organizaciones a nivel de municipio bajo jurisdicción provincial y 22 organizaciones a nivel de municipio distrital en todo el país, salvo Taiwan y el Tíbet. Entre sus 106.700 militantes, el 61,2% son profesionales de alta categoría. Y entre ellos hay 104 miembros del Comité Nacional de la CCPPCh, 70 diputados a la APN, 19 vicepresidentes de comités provinciales de la CCPPCh, cuatro vicepresidentes de comités permanentes de asambleas populares provinciales, y cuatro vicegobernadores o teniente alcaldes de municipios bajo jurisdicción central. Además, 150 militantes fueron o son miembros de la Academia China de Ciencias (miembros del Departamento de Ciencias) o miembros de la Academia China de Ingeniería.
Sus Presidentes anteriores fueron Xu Deheng, Zhou Peiyuan, Wang Ganchang y Wu Jieping, sucesivamente. El Presidente actual es Han Qide. Su revista es Democracia y Ciencia.
Liga de Autonomía Democrática de Taiwan: Compuesta de compatriotas de la provincia de Taiwan que viven en la parte continental, se fundó el 12 de noviembre de 1947 en Hong Kong. El Comité Central de la Liga se trasladó a la parte continental del país en 1949 para quedarse en Shanghai y, luego, en 1955, se mudó a Beijing. La mayoría de sus militantes trabajan en la educación, la ciencia y tecnología, la medicina, la economía, el arte y la literatura, la prensa y la edición, y mantienen amplios contactos y profundos sentimientos con sus compaisanos que viven en la isla de Taiwan y con los que residen en ultramar. En la actualiad la Liga tiene organizaicones a nivel provincial en 13 provincias y municipios bajo jurisdicción central. Lin Wenyi (mujer) es su Presidente actual.
submitted by lulydelmar1 to podemos [link] [comments]


2016.04.20 17:48 contaconta [Sério] Acho que descobri o segredo para ter uma namorada!

Tenho um comunicado a vos fazer.
Ao escrever uma resposta a um post de um nosso irmão redditor aqui penso que descobri o segredo para arranjar uma namorada. Consiste na seguinte fórmula:
Confiança + Músculos + Vestir Bem + Reputação (primeira impressão que causas + o que as pessoas acham de ti + estatuto) + Empatia + Disponibilidade = Namorada
Isto aliado a manipulação (não quero promover a manipulação, mas quero inclui-la na fórmula) leva a uma nova fórmula:
Confiança x 2 + Músculos + Vestir Bem + Reputação x3 ou -3 (primeira impressão que causas + o que as pessoas acham de ti + estatuto) + Falsa Empatia + Disponibilidade (ou não) = Namorada
A citação em baixo é parte do que eu disse ao OP do post acima citado:
Tens de começar a fortalecer-te. Como se diz: em mente sã, corpo são.
Ao saíres de casa, ficavas logo com a cabeça melhor (melhoraria a ansiedade e o nervosismo).
Ao fazeres actividades físicas o teu corpo melhoraria. Não há nada como actividade física para ficares mais "robusto". É que os homens (quer se ache bem, quer se ache mal) têm um estereótipo estabelecido pela nossa cultura e sociedade (tal como todas as culturas) de que têm de ser fortes e firmes. Se foges a esse estereótipo és rotulado de "fraco" e as pessoas começam-se a aproveitar de ti. Por exemplo, existe muita gente manipuladora, que começa por pedir uma caneta, depois isto e depois aquilo e depois tomam o teu braço todo. A partir da caneta tens de te impor. Ao seres robusto fisicamente as pessoas vão te levar mais a sério e não vão ter tanto a tendência de te subestimar. É que os músculos, tal como a altura e as fardas impõem autoridade. Quem é que achas que seria mais facilmente subestimado e aproveitado, um gajo, um puto magrinho, de óculos de fundo de garrafa ou um gajo alto, confiante e que impõe respeito (nada contra pessoas com óculos).
Tens namorada OP? É que ao saíres de casa e teres menos stress na tua vida, vais andar (espero) mais confiante e feliz. Se não tiveres namorada eu digo-te que tu vais arranjar uma. Se juntares à confiança, músculos e te vestires bem olha que muito rapidamente vais ter mulheres interessadas em ti. Não vás para a porcaria do RedPill ou do Redcoiso ou o caralho daquele sub que só mandam dicas de manipulação e tretas. O essencial são as três coisas que referi: confiança, músculos (ou até não, se compensares com os outros dois) e vestires-te bem. Estas três coisas aliadas à tua reputação (primeira impressão + o que as pessoas acham de ti + estatuto), à tua empatia (ou falsa empatia) e a disponibilidade da tua parte é receita para o sucesso.
Quero ser coroado Rei do RedPill Portugal! Alguém me preste vassalagem (isso quer dizer que vós sois nobres; não é um insulto!)?
submitted by contaconta to portugal [link] [comments]


2016.01.19 03:43 Riddle0219 [Serious] Como deixar de fumar em circunstâncias adversas?

Ora bem, eu tenho 21 anos (estou quase a fazer 22) e fumo tabaco, um vício que traz dependência a muitas outras pessoas. Penso que ainda este ano saiu uma notícia no público a dizer que 1/4 dos tugas fuma e que apesar da diminuição do consumo na população em geral poderia ter havido um aumento na população jovem (o que não me surpreendia).
Epá, eu comecei a experimentar tabaco com 13-14 anos no meu 8º ano e depois fumava de vez em quando, mas nem travava - Depois no 9º, após as férias sem fumar, comecei a fumar e a comprar tabaco, a inalar o fumo e apanhei o vício. Roubava da minha mãe e comecei a fumar sozinho (estranhamente) - Não fumava muito, só 2-5 cigarros por dia, e no 10º diminui até que deixei.
Depois comecei a fumar no 12º num momento de extremo stress psicológico e cansaço, e apanhei o vício mais fortemente - Comecei com 10 cigarros e rapidamente passei para um maço. Depois reparei que era muito caro (na altura SG gigante estava ou a 4.20€ ou estava prestes a aumentar) e passei para enrolar, e agora após enrolar aumentar fumo tabaco de folha natural que é muito barato (um quilo por cerca de 20€, o que equivale a meio ano de fumar para quem fuma 1 maço por dia à vontade como eu).
O tabaco que fumo nem é mau, mas eu queria deixar de fumar - Eventualmente, e apesar das circunstâncias menos propícias da minha vida, terei de o fazer porque não quero adiar a decisão e arriscar riscos acrescidos para a saúde que não me deixarão nada felizes. Mas não é assim tão fácil
Essencialmente, além de estar a passar uma fase "complicada" da minha vida por diversas razões, 90% (estatística mental aleatória mas próxima da verdade) da minha família e amigos fumam. A minha namorada também fuma, mesmo que fume menos que eu. Quase todos os locais para onde vou ou são de fumadores (ex: Cafés) ou permitem fumar em circunstâncias fáceis (Ex: Na minha faculdade basta vir cá fora e pode-se fumar). Estou exposto a tabaco e pessoas que fumam diariamente porque toda a gente com quem me dou bem e tenho uma relação boa, desde amizade a amor, fumam tabaco e fazem-no regularmente.
Pessoalmente, desde que voltei a fumar aos 17 anos só passei um único dia sem fumar que foi quando estive doente e vomitei o dia todo, e então nem conseguia ver tabaco à frente. Há uns dias atrás tive aquilo que os fumadores ignoram mas é uma boa previsão do futuro - Estava deitado a tentar dormir, e então adormeci pra aí meia hora e depois acordei e tive um daqueles ataques de tosse de cão fortes que duram cerca de 5-10min. Isto não é doença, é mero efeito de fumar tabaco e em demasia e acontece às vezes. E é apenas uma previsão muito pequena do que poderá ser o meu futuro, especialmente tendo em conta que eu tenho tendência a fumar muito em circunstâncias que o permitam e só não fumo mais porque não tenho tempo entre tudo o que faço no dia-a-dia.
Não fumem redditors. Provavelmente, o tabaco será cada vez mais taxado até se tornar numa droga com o estatuto equivalente à marijuana e terá um belo mercado negro. Muitas pessoas não conseguirão deixar por várias razões e outras irão utilizar tabaco contrafeito por ser mais barato. Ser fumador cada vez mais será um fator que pesa na discriminação de alguém, e fumar cada vez será mais difícil e penalizante para quem o faz. Mais vale não começarem, ou deixarem enquanto são razoavelmente jovens. A verdade é que nós fumadores gostamos de vir com desculpas como "Opá temos de morrer de alguma coisa" mas independentemente dos custos de saúde que possamos ter no futuro, o pior nem é a morte em si mas viver uma vida como escravo duma substância. Alguns fumadores pensam que fumar só reduz o tempo que vivemos, mas pior que isso é que fumar pode reduzir a qualidade da nossa vida enquanto estamos vivos, desde tosses frequentes a um olfato e cheiros péssimos, até obstrução pulmonar crónica e diminuição de resistência física, etc. Estamos a alimentar empresas corruptas.
Bem, já sei das dicas todas de "tens de ter força de vontade", mas eu queria saber se alguém tem alguma dica em específico que tenha adquirido tanto por experiência própria como por experiência de amigos/familiares ou até mesmo por ser conhecedor da área da saúde/tabagismo, e que me pudesse ajudar.
Obrigado pelas respostas, penso que vou fumar um cigarro - Até já
submitted by Riddle0219 to portugal [link] [comments]


2015.10.06 06:39 ajavier Iniciativa aprueba ir a las generales en una candidatura unitaria con Podemos "y otras fuerzas" (81% de votos a favor)

Iniciativa aprueba ir a las generales en una candidatura unitaria con Podemos "y otras fuerzas"
A juicio de Mónica Oltra, esta opción "debería derivar en un resultado electoral muy potente que consolide el fin del bipartidismo" en la Comunitat Valenciana
La Asamblea General de Iniciativa del Poble Valencià ha aprobado este sábado los documentos de las líneas estratégicas para la política de alianzas y de las bases programáticas para las próximas elecciones generales. Así Iniciativa ha aprobado con 81% de votos a favor "ofrecer a la ciudadanía valenciana una candidatura electoral unitaria, conformada por Compromís, Podemos y otras fuerzas o personas representativas de movimientos sociales, políticos o ciudadanos" para las próximas elecciones generales.
La consecuencia de esta oferta electoral que Iniciativa propone, apuntan desde el partido de Mónica Oltra, "debería derivar en un resultado electoral muy potente, que consolide el fin del bipartidismo en el País Valenciano y que permita una acción política fuerte, tanto en el Congreso como en el Senado, desde un grupo parlamentario propio, que sea capaz de contribuir, con un papel protagonista, al cambio político profundo que requiere la política estatal".
En su intervención ante la Asamblea, Mónica Oltra ha mostrado su orgullo como militante de Iniciativa y portavoz de Compromís por todo lo conseguido con las pasadas elecciones, los cambios de gobierno en la Generalitat y las administraciones locales y como en los acuerdos para esos gobiernos, como en el del Botánico, "se han reflejado los posicionamientos políticos que venimos defendiendo desde hace muchos años". Oltra ha manifestado que ahora hay que trasladar ese cambio de gobierno y lo que recoge el pacto del Botánico al gobierno del estado.
Para Oltra "España será de identidades plurales o no será, tiene que adoptar las identidades diversas. Vamos al Congreso y Senado a valencianizar España, esto lo tiene que saber quien quiera venir con nosotros".
Sobre la política de alianzas ha indicado también que "tenemos que ser patriotas porque amamos nuestra tierra y por eso estamos en política, que es amar a su gente. No es patriota quien se encierra en sus fronteras o en sus siglas. Es patriota aquel que no tiene miedo a crecer, aquel que no tiene miedo a desdibujarse porque tiene suficiente autoestima para saber que nadie ni nada lo puede desdibujar porque tiene los pies en el suelo y el corazón alegre para emprender viajes compartidos".
"Valencianizar" España
"Poner el País Valenciano en el mapa es ser relevantes en España, valencianizar España, es tener voz y decisión, es tener grupo propio, sí, pero tener también un grupo mucho mayor. Es patriota aquel que ve un niño ahogado en el Mediterráneo, en una costa muy parecida a la nuestra y se conmueve como si fuera su hijo. Es patriota aquel que prefiere los pueblos a las fronteras, es patriota aquel que prefiere los proyectos comunes a las siglas propias, es patriota quien no cambia, en definitiva, dignidad por soberbia, porque no tiene miedo, porque los patriotas no tenemos miedo, nadie nos tiene que decir que somos”.
"Ese es el País Valenciano que queremos construir y tenemos una cita ineludible el próximo 20 de diciembre y tenemos la ocasión, la obligación política y moral, de ser patriotas y construir esa matria, esa madre que nos acoge, en la que la gente por fin pueda ser feliz, aunque como dice el poeta, no tenga permiso", ha concluido Oltra
Programa de gobierno
Por otra parte las bases programáticas aprobadas hoy la Asamblea de Iniciativa pasan para elaborar un programa de gobierno que apueste por el rescate ciudadano con políticas públicas orientadas a las necesidades de las personas y sus derechos sociales y laborales, "una administración honesta en que se luche contra la corrupción, los privilegios, el amiguismo y el despilfarro, la reforma constitucional para incorporar derechos de igualdad, sociales y ambientales".
Como marcan los estatutos de Iniciativa, con la previsión de convocatoria de unas elecciones, se abrió un periodo de presentación de candidaturas, en este caso para ir en las listas al Congreso y al Senado. Estas candidaturas han sido votadas también en la Asamblea General de este sábado. Como ha quedado expresado durante la Asamblea en el caso de que se celebren finalmente primarias para las próximas elecciones, estos candidatos elegidos por Iniciativa deberían presentarse igualmente para ser elegidos en el proceso de primarias.
Candidatos al Congreso y Senado
Por la circunscripción de Valencia el orden de los candidatos al Congreso queda, después de la votación, de la siguiente manera: Enric Bataller, Reyes Matamales, Isaura Navarro, Miguel Navarré, Carles Vendrell y Feliciano Souza. Para el Senado la candidata será Dolors Pérez.
Por la circunscripción de Alicante el orden de los candidatos al Congreso es Ignasi Candela y Juan Ángel Conca y por la de Castellón, se ha producido un empate entre los candidatos a ambas cámaras, Emi Tirado y Pau Sancho, y Juanma Segarra y Santiago Romero.
Con la Asamblea General, Iniciativa ha culminado el proceso asambleario para consultar sus bases de cara a las próximas elecciones generales. Un proceso que comenzó el pasado 15 de septiembre con el inicio de la celebración de las asambleas supracomarcales y que ha acabado este sábado.
http://www.eldiario.es/cv/Iniciativa-generales-candidatura-unitaria-Podemos_0_437456591.html
submitted by ajavier to podemos [link] [comments]